Midnight Poison, Dior

ImagemHalloween! Vamos falar então de puro feitiço!

Nunca houve nome tão adequado, nunca houve um nome que traduzisse tão bem a intenção de um perfume. Místico, obscuro, misterioso, proibido, inebriante. Assim é o Midnight Poison, da Dior, criado em 2007 pelos perfumistas Jacques Cavallier e Oliver Cresp, com a colaboração de François Demachy.

Pede cuidado no uso, pois o que pode ser arma de sedução pode também ser arma letal, tamanha a potência e fixação de tal perfume!

A embalagem é igual a de todos “venenos” da Dior, mas a tonalidade azul, profunda e notívaga do Midnight me fascina. Para noites e momentos especiais! Definido pela própria marca como um perfume para as novas Cinderelas, cairia melhor para Elvira, a “Rainha das Trevas”.

Notas de saída: mandarina, bergamota

Notas de coração: rosas

Notas de saída: patchouli, âmbar, baunilha.

Notas poucas, precisas, eróticas. A baunilha vem com doçura sussurrante, prevalece perante as outras notas, mas não com doçura alimentícia e caramelada. É adulta, profunda, quente e  seu dulçor é um convite a perdição! O patchouli aparece com delicadeza, levemente picante e terroso, sem grande paixão, apenas para equilibrar e apimentar a mistura narcótica de tal perfume.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s