Donna, Lorenzo Villoresi

nd.5084

Antes de mais nada, questiono: o que um floral opulento como esse fazia perdido entre os perfumes ozônicos, aquáticos e andróginos dos anos 90? Ah, ele vem de uma marca de nicho italiana… e só mesmo uma marca de nicho para ir na contramão do que está fazendo sucesso e vendendo feito água.

Donna é um floral hipnótico! Tem rosas, cravo, íris, violeta, ylang-ylang e o toque ‘suadinho’ do coentro! Mas vamos devagar né…

Primeiro, ele é potente, duas borrifadinhas e só.

Começa com rosas, cravos e uma nuance amadeirada que me faz pensar em perfumes de alma retrô. E ai vem a íris, pé na porta, sem preliminares. A princípio ela é selvagem, tem aspecto masculino e seco, depois de quase uma hora ela amansa e revela seu lado mais gentil, fica mais adocicada e macia, com cheiro de pomada e creme facial.

Como fiéis companheiros esta espetacular e agênera íris, tem o ylang-ylang exótico e pomposo; o jasmim intoxicante e impuro;  o narciso bem-nascido, narcótico e exuberante; a violeta empoadinha e dona de certa doçura; a rosa voluntariosa que sempre impõe sua magnífica presença.

E essa gangue não para por aí não, tem ainda outros elementos não-flores, mas que completam bem o quadro. Tem coentro e groselha que dão um aspecto azedo e quase corpóreo ao perfume. Toda gangue tem um membro sujinho, afinal… Tem sândalo e almíscar que dão uma ‘amaciada’ e um certo tom leitoso e cremoso ao perfume. Tem o cravo e o pau-rosa que deixam na cara seu apreço pelo vintage, ouvem discos de vinil na vitrola e ainda guardam fitas K7.

O perfume é incrível, só isso tenho a afirmar. Nasceu em 1994, criado por Lorenzo Villoresi. É um perfume compartilhável, mas cai como uma luva em mulheres mais maduras e voluptuosas. É absolutamente sexy!!!

Segundo o site da marca, Donna é: uma base preciosa de rosa búlgara e rosa de maio. Notas frescas e picantes de coentro, cravo e anis estrelado. Enriquecido com ylang ylang, raiz da íris, narciso das montanhas, jasmim, folhas violetas, groselha e madeiras aromáticas.*

PELF1_FP_1024x1024

Fonte: http://www.lorenzovilloresi.it/en/catalogo/7008/donna.html

Imagem: https://lilyandval.com/products/the-earth-laughs-in-flowers-print

Luminata, Avon

luminata

Meu ex-marido costumava dizer que eu era como um gato: brilhou, piscou, ganhou meu coração!

Aí eu recebo uma caixa com o novo perfume da Avon, o Luminata. Quanto abri a caixa*, a surpresa me fez dar um pulinho e soltar um ‘ahhhhh’, todo encantando e surpreso! A embalagem na qual veio acondicionado o Luminata tem dentro fundo de espelho e iluminação de led! Duvida? Olha a prova aqui em baixo:

Segundo a Avon, Luminata une a preciosidade do cristal Swarovski com ingredientes nobres da perfumaria. Afinal, toda mulher é uma jóia e merece brilhar!!

Tudo verdade, merecemos mesmo! TODAS!

O frasco vem com 50m, adornado com um pingente de cristal. Aliás o próprio frasco parece um cristal..

Luminata foi desenvolvido pelo nariz Maurice Roucel, perfumista da Symrise. É a aposta de Avon para o Dia das Mães!

É delicado e ao mesmo tempo marcante. A estrela aqui é a peônia. Logo ao borrifar sente-se o aspecto floral limpo. Depois surgem notas de pera suculenta, daquelas doces, aguadas e molinhas, que conheço como pera d’água.

Depois aparece uma nota que brinca com a dualidade doce/azedo, me fez pensar no momento do preparo de uma geleia de frutas vermelhas. As frutas picadas e azedinhas polvilhadas com açúcar branco! É um aspecto juvenil do perfume, mas sem ser piegas, sem cair nos modismos adocicados da perfumaria atual…

A base do Luminata é amadeirada e almiscarada, do tipo confortável e elegante.

Dura na pele umas 5 horas, usei hoje no trabalho e recebi dois elogios logo pela manhã! Assim é bom heim!!! Diz a marca que, segundo dados de pesquisa, a família olfativa floral frutal, corresponde a 60% do mercado brasileiro, é a preferida das brasileiras. Os elogios confirmam!

******

*veja só gente, essa não será a caixa com a qual o perfume será comercializado, ela faz parte do Midia Kit, com o qual a marca apresenta ao perfume aos veículos de comunicação.

Mais informações aqui: http://avontadeavon.blogspot.com.br/2017/03/luminata-e-nova-fragrancia-da-avon

Nahema, Guerlain

guerlain-nahema-eau-de-parfum-spray-100ml.jpg

O nome Nahema é tirado de um dos contos de Sherazade, a rainha persa de “O Livro das Mil e Uma Noites” sobre princesas gêmeas com semblantes iguais mas personalidades contrastantes. A primeira, Mahane, era gentil e modesta, aceitou a vida como era e logo se casou alegremente. Ela era “a filha da água”. A segunda, Nahema, era “a filha do fogo”, inquieta, obstinada e desejosa. Sherazade perguntou ao leitor: “Qual destas duas princesas você teria escolhido?” e é claro que Jean-Paul Guerlain escolheu a princesa ardente como inspiração para seu perfume (Fonte: http://www.monsieurguerlain.com/2015/09/nahema.html).

Eu também prefiro o jeito de ser de Nahema, mil vezes mais interessante que sua irmã, a linear, conformada e tediosa Mahane…

Jean-Paul Guerlain elegeu a rosa como a grande protagonista de Nahema, e não poderia ter feito melhor escolha. As rosas são muito presentes em criações perfumadas árabes, já falamos aqui da importância da flor nos tradicionais attars.

Nahema foi criado em 1979. Eu tinha uma amostra que usei umas quatro vezes antes de arriscar falar dele aqui. Não sei de qual data é o perfume contido no flaconete, mas acho que é uma versão atualizada. Não encontro nele a ‘ferocidade’ que encontraria em um perfume de 1979…

Começa com notas verdes e aldeídos que dão ao perfume aura clássica, um pouco antiquada e gloriosa! Rosas frescas de diversos tipos, rodeadas de pêssego leitoso.

Logo surgem novos aspectos frutais e florais. Maracujá? Inusitado, tropical demais, mas funciona! Dá uma aspecto fresco, picante e até mesmo adocicado ao perfume.

As flores são old-school! Ylang-ylang, jacinto, jasmim, lírio-do-vale! Aqui quem não gosta de perfumes com aspecto datado vai torcer o nariz e desgostar de Nahema.

Depois de algum tempo descobrimos um aspecto balsâmico e quase melífluo em Nahema. Vai ficando mais empoado, a rosa torna-se mais picante e fica mais evidente a sensação de cheiro de maquiagem.

As notas de fundo são adocicadas, picantes, amadeiradas, sente-se bem o sândalo leitoso e o vetiver com uma pitada de virilidade em meio a rosas e outras flores bem femininas.

É um belo perfume de rosas, mas não é tão fácil usá-lo, estar com ele. Igualzinho a esfogueada princesa do conto.

Embora seja um perfume intenso, Nahema para mim é adequado para uso matutino, para aquelas manhãs de outono ao mesmo tempo ensolaradas e de ar geladinho!

Notas de saída: aldeídos, notas verdes, limão, pêssego, rosa.

Notas de coração: lilás, jasmim, lacinto, ylang-ylang, rosa búlgara, lírio-do-vale.

Notas de fundo: baunilha, vetiver, sândalo, bálsamo do Peru, maracujá.

2whxoycjk32zzr

 

Miss Charming, Juliette Has A Gun

miss-charming-juliette-has-a-gun

Depois de um longo e complicado período de doença e decepção, retornei ao blog. Já tive – claro – outros períodos ruins na vida, mas um como esse, com tanto desgosto, mentira e traição, nunca! E espero não ter novamente. Assunto encerrado em minha vida. Renasço, Fênix que sou!

Hoje saí de casa para o trabalho e percebi no caminho que algo faltava: eu não passei perfume! Como pode? Ainda bem que tenho na bolsa alguns flaconetes com perfumes que estou experimentando! Puxei o vidrinho do Miss Charming, da marca de nicho Juliete Has a Gun, criado em 2006 pelo festejado e competente Francis Kurkdijian.

Passei enquanto atravessava a avenida e juro, ao ser atingida pelo perfume, tive vontade de parar no meio da faixa de pedestres e gritar para os carros: “Eu sou a flor silvestre que perfuma os campos!”

Contive-me, não o fiz.

Fui invadida por rosas desabrocando, rodeadas de frutinhas roxas e vermelhas ainda orvalhadas, recém-colhidas! Depois ainda uma rosa mais madura e bojuda, com nuance boudoir e empoada, cheiro de batom e maquiagem.

Tem morango. No começo morango bem sintético de batom infantil, depois morangos que já perderam o viço e estão adquirindo um cheiro adocicado, já próximo da decomposição. Dá pra entender? Coisa louca né?

Depois de algumas horas adquire cheiro de creme, de hidratante de luxo. Deve ser o musk texturizando o perfume, dando maciez.

Não é um perfume complicado, pelo contrário! Tem rosas, frutinhas, musk.

Não sei, deve ser o momento. Iluminou a avenida, meu dia e me fez ver nuances de rosa e vermelho em um mundo cinzento e apressado.

Obrigada, Miss Charming!

Notas olfativas: lichia, rosa marroquina, morango, frutas silvestres.

 

 

 

 

 

Magia Perfumada!

Resultado de imagem para agua florida murray y lanman

Todos os dias leio os sites Fragrantica.com e Fragrantica.com.br, sempre atualizadíssimos e ricos em informações para todos os apaixonados pela arte da perfumaria.

Hoje publicaram um artigo curioso, sobre o uso de perfumes da tradicional marca E. Coudray em rituais mágicos!

Olha só, não vamos polemizar. Independente de sua crença religiosa, de sua fé ou práticas, vamos entender os links abaixo recomendados como uma curiosidade e uma forma de enriquecer nossos conhecimentos, ok? A intenção não é, de forma alguma, incentivar ou menosprezar práticas religiosas. Acredito que todas tem sua beleza e devem ser absolutamente respeitadas.

Recentemente uma amiga adquiriu um frasco da Água Florida de Murray & Lanman, colônia antiga, lá de 1808! E vou te dizer, o cheiro é delicioso e revigorante!

Resultado de imagem para agua florida murray y lanman

Aliás muito me faz lembrar do uso místico que religiões afro-brasileiras fazem da tradicional colônia Seiva de Alfazema.

Resultado de imagem para seiva de alfazema rituais

Aliás, não é novidade a associação de aromas/perfumes com a religiosidade. Na Bíblia encontramos diversas passagens envolvendo perfumes e óleos perfumados.

Resultado de imagem para perfumes bíblia oleos perfumados

A palavra em latim ‘per fumum’, significa ‘através da fumaça’, e remete ao tempo que nossos ancestrais faziam oferendas fragrantes em fogueiras e braseiros direcionadas as suas divindades. Até hoje acendemos incensos em louvor ou com a premissa de atrair boas energias e purificar o ambiente.

Vamos aos links?

http://www.fragrantica.com.br/novidades/O-Lado-Obscuro-de-E-Coudray-2514.html

http://www.brasilconjure.com/21-maneiras-de-usar-a-agua-da-florida/

http://extra.globo.com/noticias/rio/zona-oeste/lojas-de-artigos-religiosos-dobram-venda-de-perfume-como-pega-homem-pega-mulher-no-mes-dos-namorados-8626888.html

https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=18&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjj7-P2w9PSAhVGIZAKHSFwDawQFghgMBE&url=http%3A%2F%2Fwww.abiblia.org%2Fpublic%2Fcurso%2FSimbolismoAula07.doc&usg=AFQjCNGd2QXsDkUCpzPZs3u1sY_kk9vPCA (clicar em ‘abrir’ arquivo deste último link)

Imagem relacionada

Frangipani Flower e Pétales de Roses Blanches, Mahogany

IMG_20170303_004730

A Mahogany é uma marca brasileira que faz parte de nossas vidas desde 1991. Segundo informações do site da marca, Mahogany (ou mogno) é uma árvore nobre da região amazônica, de raiz profunda, tronco reto e sem falhas. Sob luz intensa, atinge grandes alturas. É também muito conhecida por sua madeira avermelhada e resistente, com a qual são feitos produtos de alta qualidade e sofisticação.

A marca vem trabalhando com o conceito de consumo consciente em sua linha de sabonetes líquidos, difusores e hidratantes, e agora com uma seleção especial de seus perfumes! Acabou seu perfume preferido? Nada de comprar novamente o frasco e a caixa, vai de refil! É mais barato e nosso planeta agradece!

Recebi esses dias os perfumes Frangipani Flower e Pétales de Roses Blanches, versões ‘embalagem oficia’ e refil. As caixas são belíssimas e retratam as flores que nomeiam os perfumes. Têm uma carinha retrô adorável!

Ah, a melhor parte, gente! No período de lançamento dos refis (de 01/03 a 10/04/2017), a embalagem refil de 155 ml sai por 38 reais! Quer mais? Espera que tem!

Assim que recebi os perfumes perdi o Pétales de Rose Blanches. Minha mãe descaradamente se apossou dele, encantada com o cheiro de rosas brancas frescas rodeadas de folhas verdes! Tem ainda no perfume uma nota frutal fresca e aquosa e base almiscarada que deixa uma sensação de limpeza e inocência. É como se andasse por aí abraçada a um imenso buquê de rosas, peônias, lírios e hastes de folhas recém cortadas, ainda pingando seiva! Perfume perfeito para qualquer estação, para qualquer hora do dia.

Dura na pele uma média de 3 horas e aí ao invés de reclamar da tal ‘fixação’, você tira o refil da bolsa e reaplica com gosto! Me devolve aqui esse buquê!

O Frangipani Flower em alguns momentos me fez lembrar do Angel, mas é bem mais suave e melífluo. Notas florais muito mais evidentes, pachouli e baunilha mais comedidos. Tem um quê achocolatado apetitoso. Mas juro que não achei nada de frangipani nele. Quem gosta do Angel mas o acha muito intenso e invasivo, se joga no perfume da Mahogany!

Pétales de Roses Blanches, segundo o site da marca:

Notas de Saída: Acordes Folhas Verdes, Melão.
Notas de Corpo: Rosa Branca, Rosa Pink, Lírio, Peônia.
Notas de Fundo: Musk, Sândalo, Âmbar.

Frangipani Flower, segundo o site da marca:

Notas de Saída: Cassis, Morango, Chocolate e Bergamota.
Notas de Corpo: Jasmim, Lírio do Vale, Orquídea, Rosa e Mel.
Notas de Fundo: Vanilla, Caramelo, Tonka, Âmbar, Musk, Sândalo e Patchouli.

 

Perfume Daniel Barros, por Daniel Barros

2017-03-03-13-22-42

O Daniel Barros é um perfumista de grande poder criativo. A Coleção Barista é prova disto, aproveito o ensejo para declarar amor ao Cedretto!!!

Tive a honra de receber um perfume feito em edição limitada e ele é de fato especial!

Logo ao borrifar senti a íris e o patchouli! Duas de minhas notas preferidas. E elas são bem especiais aqui, têm uma nuance abafada belíssima, sabe no que me fez pensar? Imagina aquele banho relaxante que você toma depois de um dia intenso. Tudo que você precisa é de uma toalha felpuda, água quente e um sabonete de textura cremosa e cheiro confortável! Quando o ritual do banho acaba, o banheiro está tomado de vapor morno e perfumado. Foi essa a sensação que a nova criação do Daniel trouxe!

Nas notas de saída ainda tem uma nota cítrica elegante, me fez pensar no Eau de Shalimar, toda essa coisa cítrica e atalcada!

E como se não bastasse tem uma nota texturizada, me fez pensar em camurça ou pelica macias ao toque – mas sem negar a origem animal que deixa no ar uma intenção sexy.

É um perfume de texturas. Dura muitas horas na pele e projeta de forma adequada, nem invasivo nem imperceptível.

Arrasou, Daniel!

Notas olfativas: limão, íris, patchouli, couro.