Manoumalia, Les Nez

Manoumalia  Eau de Toilette  by LesNez

Criado por Sandrine Videault  em 2008, Manoumalia é inspirado no exotismo da Polinésia. Mais especificamente a ilha de Wallis, que fica a meio caminho entre o Tahiti e Nova Caledônia, onde Videault nasceu e reside.

Na realidade descobri tudo isso depois de experimentar o perfume e usá-lo por 3 dias seguidos. Não gosto de ler sobre o perfume em questão antes de anotar minhas impressões, acho que acabo influenciada.

Vou falar do Manoumalia das minhas impressões, que não chegaram lá na Polinésia…

O perfume inicia adocicado e exótico, com um breve toque retrô. Depois surgem notas ‘úmidas e mofadas’, algo de raiz, madeira molhada.

Temos ainda flores brancas com nuances animálicas e quase melífluas, aquele doce-orgânico-sujo sexy, sabe?

Tem uma faceta escura no Manoumalia. Não sei nomear em termos de notas olfativas, mas existe nele uma decadência – um drama que não é visto com frequência – ao menos na perfumaria voltada para as grandes massas. Mas Lez Nez é perfumaria de nicho (dos bons), não existem tais amarras…

No Manoumalia senti flores brancas, ylang-ylang. Encontrei ainda o tom fresco e defumado do vetiver, o leitoso do sândalo e o dourado-melífluo do âmbar. Mas tinha um aspecto floral desconhecido que me intrigava. Aí fui pesquisar. Além da flor tiaré (que pra mim tem toques salinos e de coco), encontrei menção a Fagraea berteriana, chamada também de Pua kenikeni. Esta flor é comumente usada nos tradicionais Lei (pronunciado Lay, é uma guirlanda ou grinalda. O conceito mais popular de uma lei na cultura havaiana é uma coroa de flores apresentado ao chegar ou sair como um símbolo de afeto. Este conceito foi popularizado através do turismo entre as ilhas havaianas e os Estados Unidos nos séculos XIX e XX.

Nunca vi a flor, nunca ganhei um Lei, nunca fui para uma ilha havaiana. Resta então associar o tom exótico floral do Manoumalia a flor Pua kenikeni.

Que perfume exótico!

Notas olfativas: Pua kenikeni, vetiver, tiaré, ylang-ylang, âmbar, sândalo.

Resultado de imagem para puakenikeni

Fontes:

https://en.wikipedia.org/wiki/Fagraea_berteriana

https://en.wikipedia.org/wiki/Lei_(garland)

 

 

 

 

Luiza by Luiza Brunet, Avon

luiza-brunet-lanca-quarto-perfume-com-a-avon-clube-das-comadres-1-345x1024

Sou do tempo do lançamento do primeiro perfume Luiza Brunet pela Avon, em 1996. Frasco triangular, tampa branca, o nome em verde. Tinha uma amiga no ensino médio que usava todos os dias…

A Avon mostra diariamente que está antenada com as demandas atuais, é daquelas empresas que não fica parada no tempo contando com a fidelidade de seu público. Mostra que a representatividade importa sim e tem como estrelas de suas campanhas nomes como Elke Maravilha, Karol Conka,  Pabllo  Vittar. Porque beleza e bem-estar é para todas! T-O-D-A-S!

Luiza by Luiza Brunet é um perfume moderno, de nuances adocicadas como manda a atual tendência da perfumaria. O bom é que sua doçura não é proveniente de notas gourmands, alimentícias. É advinda do âmbar e do sândalo.

Logo ao aplicar sinto o sândalo e todas as sensações que ele (e só ele) consegue despertar em minha cabeça: morno, leitoso, picante.

O âmbar é de fato bem presente. Sexy, dourado, precioso. A íris dá uma sensação aveludada e aconchegante ao perfume, mas não é a nota que se faz mais presente, em minha opinião. Ela é um charme a mais, um ‘arremate’, um mimo que torna o perfume mais sofisticado.

É um perfume bem intenso, de longa fixação e boa projeção. Mas olha, usei só uma borrifadinha durante o dia e foi bem agradável, não incomodei ninguém!

Além de tudo tem um preço lindo na loja virtual da marca! Do jeito que a gente gosta: bom, bonito e barato!

Notas olfativas divulgadas: bruma de sândalo, âmbar e íris.

 

 

Secret de Rochas Rose Intense, Rochas

https://i0.wp.com/img.fragrancex.com/images/products/parent/medium/73444w.jpg

Rochas é uma casa de moda francesa fundada por Marcel Rochas em 1925. Antecipando as necessidades das mulheres modernas, no início do século 20, Rochas foi o primeiro a projetar casacos 2/3 e saias com bolsos. Ele também criou o eterno vestido “sereia”.

A empresa expandiu seu mercado para incluir fragrâncias, começando com um trio de perfumes, Avenue Matignon, Air Jeune e Audace, em 1934. Os perfumes foram retirados do mercado durante a Segunda Guerra Mundial, mas o mais famoso perfume da empresa, o Femme, foi lançado em 1943 e continua a ser um best-seller. Moustache, clássico da perfumaria masculina, foi lançado em 1949. Já criaram perfumes para a casa Rochas: Jacques Cavallier, Michel Almairac, Marcel Rochas, Nicolas Mamounas, Alberto Morillas, Jean-Michel Duriez, Edmond Roudnitska, Amandine Marie, Roger Pellegrino, Guy Robert, Theresa Roudnitska, Anne Flipo e Maurice Roucel.

Secret de Rochas Rose Intense foi criado por Jean-Michel Duriez em 2015. A coleção Secret de Rochas conta com 3 perfumes, lançados de 2014 a 2015.

Rose Intense apresenta-se em frasco cilíndrico simples e discreto, se comparado com as atuais extravagâncias que vemos em frascos de perfumes de alguns designers.

Mas uma criação Rochas não precisa chamar atenção pela embalagem né…

Faz pensar em perfume de nicho, e sim, nesse caso isso é um elogio. A grande estrela da composição é a rosa de maio, cheia de facetas e ‘camadas’.

Começa desabrochando ao lado de frutas suculentas e levemente azedas. As rosas a princípio são frescas e orvalhadas, pétalas, caule e folhas. Me fez lembrar (muito!) o Feuilles de Rose, da Molinard. Até na cor do líquido se assemelham!

As notas médias apresentam rosas de aspecto ‘boudoir’, com breve cheiro de batom, maquiagem. Rosas adocicadas sem ser empoadas! Quem não gosta do aspecto polvoroso, atalcado, pode vir sem medo! Em muitos momentos aqui sinto um aspecto de morango em meio as rosas e notas verdes que mantém o frescor do início, mas sem o aspecto ‘azedinho’ que vinha das frutas. Rosa coquete!

No final temos um patchouli ‘moderninho’, desses que já conhecemos lá no Miss Dior e outros perfumes best seller! Tem ainda almíscar e âmbar que trazem aspecto sedoso e sensual.

Rose Intense é todo na medida e bem construído! Uma preciosidade Rochas, infelizmente pouco conhecido e de difícil acesso ao público brasileiro.

Encontra-se com relativa facilidade em sites internacionais e no Ebay.

Notas de saída: rosa de maio, pêssego, maracujá.

Notas de coração: rosa de maio, osmanthus, notas verdes.

Notas de fundo: âmbar, musgo, patchouli, almíscar.

Resultado de imagem para rose intense rochas

Cheap & Chic, Moschino

Resultado de imagem para cheap chic moschino

Que a Moschino é mestre em fazer frascos belíssimos, criativos e provocativos, já sabemos! A exemplo o seu mais novo perfume, o Fresh Couture, que provoca muitas reflexões sobre o consumo.

Cheap & Chic foi lançado em 1995, eu tinha 15 anos. E só fui ter um frasco de tal perfume aos 35.

Sempre me questiono, porque demorei tanto para ter esse perfume? Talvez porque ele foi muito desejado na minha adolescência. Teria eu ‘pegado raiva’ do perfume que desejei e não tive? Não. Acho que na verdade o Cheap & Chic ficou guardadinho lá em um cantinho do subconsciente, esperando o momento certo do nosso reencontro. E como fiquei feliz ao finalmente ter um frasco ‘Olívia Palito’ para chamar de meu!

Você já percebeu isso? O frasco é a Olívia Palito!

Resultado de imagem para moschino cheap chic    Resultado de imagem para olive oyl  Resultado de imagem para moschino cheap chic add

Cheap & Chic é um perfume curinga, vai bem em todas as horas. Tem saída fresca, coração floral elegante, final oleoso e adocicado, com nuance masculina

Muita gente fala que o Cheap & Chic cheira a tabaco. Entendo a associação. Em alguns momentos ele faz pensar em charutos e cigarros novos, apagadinhos, sem exalar fumaça. Deve ser porque Olívia Palito namorava Popeye, inveterado cachimbeiro…

Começa com notas cítricas e verdes, me fez pensar em suco de limão siciliano espirrado em cima de um variado maço de ervas aromáticas recém colhidas.

Em seguida surge um belo e elegante bouquet floral muito bem equilibrado. Tem flor de todo tipo e pra todo gosto, não brigam entre si. E são flores bem vívidas, dá impressão de estar de fato diante de uma braçada de flores naturais.

As notas de fundo me causam confusão. Sinto aspectos oleosos, doces, secos e animálicos.

Aqui se faz uma boa contrapartida com a ultra-feminilidade das flores das notas médias.

Cheap & Chic é um clássico! Sempre vale a pena o reencontro com ele!

Notas de saída: bergamota, petitgrain, yuzu, pau-rosa.

Notas de coração: ciclámem, rosa, lírio d’água, peônia, violeta, jasmim.

Notas de fundo: almíscar, vetiver, baunilha, fava tonka, orquídea, sândalo, íris, ambergris.

Samambaia, Phebo

Imagem relacionada

Voltei. Meus problemas ainda existem, nada foi efetivamente resolvido. Mas não adianta ficar pensando só neles, a vida segue e temos que nos lembrar sempre das coisas boas e que nos fazem felizes.

Perfumes me fazem feliz e acho lindos os frascos art déco da linha de ‘perfumaria fina’ da Phebo!

E em algum lugar li que o Samambaia lembrava em alguns aspectos o Chanel 19 – que adoro – mas a versão que possuo (EDT) tem desempenho medíocre na minha pele.

Samambaia é um perfume gostoso, primaveril, limpinho. Mas a dita ‘fixação’ não é das melhores, sinto-o em minha pele por no máximo 3 horas após uma aplicação generosa.

Mas como disse lá no começo do post, vamos falar das partes positivas, ver o lado bom das coisas e da vida né?

O perfume tem notas de saída cítricas e herbais. Me faz pensar em uma limonada com erva-doce. Sem nunca abandonar a faceta verde e de aspecto seivoso, Samambaia revela um bouquet floral delicado e com breve aspecto polvoroso, até mesmo retrô. Destaque para o muguet, o jacinto e a gardênia.

As notas de fundo são almiscaradas, aquela coisa funcional de sabão em pó. E tem um quê interessante, um breve toque animálico que me fez pensar no cheiro daquela blusa que você já usou, mas ainda não está suja o suficiente para colocar pra lavar, sabe?

Tem cara de sabonete, produto de limpeza? As vezes. Mas é extremamente elegante e confortável.

Notas olfativas segundo o site oficial da marca:

Notas de Topo: limão, bergamota, gálbano e pimenta preta.

Notas de Corpo: muguet, ylang ylang, gardênia, jacinto e violeta.

Notas de Fundo: cedro, musk, jasmim, âmbar e musgo branco.

 

Feliz 2017!

Vim desejar que 2017 seja brilhante, afortunado, iluminado e perfumado! Estou passando por um momento complicado em minha vida pessoal e não estou ‘com cabeça’ para fazer resenhas ou comentar sobre perfumes. Espero que entendam!

Deixo vocês com uma bela e antiga imagem do perfume Arpège (Lanvin) celebrando o Ano Novo!

Happy New Year!!! Ala Lanvin Arpege.: