Essencial Supreme, Natura (outra vez!)

Quarentena né. galera? Afinal de contas a vida de seu familiar, amigo, vizinho, colega e daqueles que você não ainda não conhece vale mais do que qualquer coisa né? Vamos lutar pelo direito de permanecer em casa, preservando a nossa saúde e a dos outros. Não vamos dar ouvido a apelos oligarcas que só se preocupam com os lucros de suas empresas, onde seus funcionários são números e pouco importa se João, Pedro ou Maria morrem. Trocam por Joana, Antonia, José sem pestanejar, coisas da vida… Ao pequeno empreendedor, toda minha solidariedade.

Maaaassss…

Vamos aproveitar o tempo pra falar do que gostamos, perfumes!

Essencial Supreme Natura perfume - a novo fragrância Feminino 2019

Já falei antes do Essencial Supreme mas só agora nos conectamos verdadeiramente. Aí resolvi falar dele novamente, por que afinal, percepções mudam!

Antes de mais nada, há no Supreme algo de dois outros perfumes, de um avassalador que marcou época e tem muitos admiradores: o Poison, da Dior. E de um mais recente, o Insolence, da Guerlain.

Tem sim. Mas o ponto aqui é o Supreme, não os demais. Deixo a impressão aos que quiserem conferir e se sentirem a vontade, me contar depois!

Supreme é quente, aconchegante, sensual e tem camadas sucintas, o que me agrada. Começa com uma explosão cremosa e adocicada, mas sem mergulhar no tacho dos perfumes gourmand. O que o ‘adoça’ e o torna elegante é o atalcado boudoir da violeta (oi, Insolence!). Essa nota permanece um bom tempo na pele, mas não impede que ele ‘desabroche’ em um perfume floral opulento. Chegam a jasmim soberano, o ylang ylang exótico e elegante. E ainda tem uma ameixa pra dar suculência (oi, Poison!).

Quando as flores já se estabeleceram, já fizeram sua festa, a violeta lembra a todos que ela também é estrela neste perfume e as polvilha com uma nova camada polvorosa, desta vez com um poder de dulçor maior, como se suas pétalas fossem cristalizadas em delicada camada de açúcar. Glaceadas, melhor assim.

Aí chega a canela e empresta seu exotismo e calor. É canela em rama, madeira doce e picante, que nos faz entender porque tantos navegaram atrás de tão sedutoras especiarias… E não vamos esquecer o ishpink, nota atualmente muito presente nas criações da Natura, que é chamada de canela também na região amazônica, Colômbia e Equador.

Mas raios, o que é o tal ishpink? Oras, é o Ocotea quixos, Pelo que li, a parte da árvore usada para extração do óleo essencial são os cálices florais. Raros, pois florescem apenas a cada 2 anos.

Aceite foliar de Ocotea quixos (Lam.) Kosterm.: actividad ...

Nas notas de fundo temos a baunilha, bem discreta e totalmente ofuscada pelo patchouli, que vem brevemente picante, brevemente canforado e coloca um freio no ‘atalcado’ da violeta.

Um belo perfume, de linda performance! Perfumão, do jeito que eu gosto.

Notas de saída: bergamota, grapefruit, ameixa, pimenta rosa.

Notas de coração: ylang, violeta, rosa damascena, jasmim sambac, íris.

Notas de fundo: patchouli, sândalo, ishpink, musk, ambrette, baunilha, mirra, cedro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s