A arte de Marilyn Boddewyn

Visitando o portfolio da artista Marilyn Boddewyn, encontrei a obra “These are a few of my favorite Things”!

Acho que podemos dar as mãos, querida Marilyn, você também é louca por perfumes!

still-life_bottles_immpressionist_expressionist_nature-morte_painting_18x24_oil-painting_decanter_perfume_marilyn_boddewyn_contemporary_art_colorful_naturaleza_muerta_Nature-mort_ancora+vita_Still-Leben_静物_натюрморт_Pin

Anúncios

Coral Flower (Fleur de Corail), Lolita Lempicka

Buscando no comércio eletrônico internacional (leia: Ebay) pelo descontinuado e perfeito L de Lolita Lempicka, acabei dando de cara com o Coral Flower por um valor bem razoável. Como sou fã confessa dos perfumes da marca, resolvi investir.

Inicio afirmado que, do L, ele só guarda a semelhança no frasco e na caixa. Segundo definição de minha mãe: “é um perfume gostoso, eu gosto, mas ao mesmo tempo só me desperta curiosidade. ele tem algo estranho…“. Verdade, mãe, tem mesmo.

Começa com notas cítricas úmidas de água do mar. Como se uma onda tivesse trazido frutas que caíram do pé lá na praia vizinha. Frutas embebidas em água salgada, com algumas algas enroscadas. Estranho né. Acho que aqui está a estranheza do Coral Flower.

Logo aparecem flores tropicais, vindas de algumas dessas praias paradisíacas que gostamos de idealizar. Tem o cheiro delicioso da flor frangipani e outras, mais adocicadas, mais sensuais.

Durante a secagem senti notas almiscaradas, ambarinas e novamente o cheiro salgado, mas desta vez é cheiro de madeira. Galhos e troncos que estão a secar sob o sol morno de uma manhã na praia.

Estranhamente tropical, estranhamente exótico e sexy, o Coral Flower. Desta vez a sereia não perdeu seu tesouro para as redes de um pescador e sim nos ofertou, de bom grado, uma réstia de seu mundo. Deixou ele ali, na praia, para ser apreciado. Sorte a minha, que o encontrou!

Criado em 2008 por Maurice Roucel, atualmente descontinuado. Mas fiquem atentos as lojas internacionais, ainda tem!

Notas de saída: grapefruit, bergamota.

Notas de coração: orquídea, frangipani.

Notas de fundo: âmbar, almíscar, driftwood (traduzido como ‘madeira á deriva’).

Imagem: http://lynncinnamon.com/2015/01/little-mermaid/

Cadê Aloucadosperfumes?

Gente, não vão achando que eu morri ou desisti do blog! Apenas estou de férias (merecidas) do trabalho! Preferi relaxar e curtir minha casa, minha família, meus perfumes, meu dia-a-dia! Aqueles momentos de poder parar pra ver um filme ou programa de TV plenas 16 horas, sabe? Com isso as postagens ficarão mais esparsas, mas sempre estarei por aqui falando de temas referentes aos nossos amados perfumes! Me abandonem não heim!!! Em breve voltarei com a periodicidade normal das postagens!

Beijos!!

Billion Red Bond, Paris Elysees

Hoje vamos falar de um perfume voltado ao público masculino, mas que tem muito a agradar todos os gêneros.

Billion Red Bond (vamos chamar de BRB, para facilitar) da Paris Elysees é mais um lançamento da marca que está trazendo ao público cada vez mais novidades! A caixa é bonita e bem chamativa, toda abonada, cheia de dólares e um enorme cifrão vermelho.

Começa com notas frutais, senti maçã verde, abacaxi, cítricos doces. Logo surge uma ‘aura’ mais masculina, já conhecida de longa data na perfumaria masculina. Embora não conste a lavanda em sua pirâmide olfativa, senti sim sua presença, algo de loção pós barba intensa.

As notas médias são mais brandas, temos aqui flores e canela, que torna o bouquet floral especiado. E aqui ele começa a agradar as meninas que gostam de perfumes masculinos e amadeirados…

As notas de fundo aparecem depois de um bom tempo, temos madeiras nobres de tonalidade mais seca e baunilha.

Projeta muito bem, deixa rastro, então é perfeito para quem gosta de usar perfumes marcantes. O interessante dele é que, embora seja bem intenso e tenha uma saída até mesmo ‘escandalosa’ – vamos colocar assim, porém sem o intuito pejorativo da palavra – ele tem lá sua delicadeza! Tem frutas doces, tem baunilha. E deixa nas roupas um cheirinho delicioso!

Meninos, se joguem! Na balada ou nos braços da pessoa amada ou cortejada! Terão sucesso!

Notas de saída – cítricos, ameixa, maçã.

Notas de coração – bouquet floral, rosa, jasmim, canela.

Notas de fundo – cedro, carvalho, baunilha.

Pink Sugar Luxury Extract, Aquolina

Quem lê o blog sabe da minha ‘queda’ pela família olfativa gourmand, gosto de perfumes que remetem a guloseimas, dos que tem cheiro de confeitaria!

Consegui o Pink Sugar Luxury Extract graças a uma compra conjunta com um amigo no Ebay. E confesso que estava um pouco apreensiva: se o Pink Sugar causa cáries, o que faria a versão ‘Extrato de Luxo’? E fiquei achando que seria doçura o suficiente para adoçar o bairro, quiçá a cidade. A questão é que o Luxury Extract não se apresentou desta forma não (claro, desde que aplicado na pele com moderação e cautela, né).

Chegou em uma caixinha aveludada e em um vidrinho mimoso, todo frufru! É um líquido transparente e oleoso, daqueles que você tem que aplicar com os dedos ou com a própria ‘saliência’ da tampa do frasco.

Obviamente, ele é bem doce. Mas não é escandaloso! Fica próximo a pele, não exala por quilômetros como seu antecessor.

Assim que passei na pele senti cheiro de morangos, framboesas rodeadas de notas doces e outras atalcadas. Depois chega o algodão-doce e o caramelo deixando tudo com cara do mundo do My Little Pony.

Vão-se os pôneis, surgem notas almiscaradas e amadeiradas que passam sensação de conforto e maciez. No final fica na pele um cheiro de caramelo misturado a flores e frutas, fica brevemente mais adulto e sensual.

Bom, eu, formiga assumida que sou, gostei bastante! Chego até a dizer que é uma versão mais adulta do Pink Sugar.

Notas olfativas: flores brancas, alcaçuz, algodão-doce, caramelo, almíscar, baunilha, notas amadeiradas, framboesa, bergamota, notas atalcadas, folha de figo, laranja, morango. Foi lançado como edição especial em 2009.