Raghba, Lattafa Perfumes

Imagem

Ah, a perfumaria oriental… Arábia das mil e uma noites, das especiarias, do exotismo, do Taj Mahal, dos sultões e haréns, Arábia dos sonhos! Prefiro essa concepção do que a triste realidade das constantes guerras que envolvem os países do Oriente…

Descobri Raghba através de um grupo de ‘perfumólatras’ de uma rede social. Fiquei tão curiosa sobre tal perfume considerado unissex que precisei comprar! E por um preço lindo, diga-se de passagem! O meu veio dos Emirados Árabes através do Ebay.

Raghba é cálido, exótico e ‘casa’ com a pele de forma sedutora! Apesar de ser considerado unissex, não sei como se comporta na pele masculina, meu marido tem certa aversão a perfumes doces e densos, então não quis experimentar. Eu tenho uma característica, confesso: em mim os perfumes doces ganham intensidade impressionante. Raghba não foi diferente: ficou bem abaunilhado, ambarado, com cheiro de marron glacê

Não achei quase nada sobre ele na internet, apenas a definição: ‘baunilha, madeiras, especiarias, doce, morno’. E não precisa mais, é isso mesmo!

Madeiras aquecidas pelo sol, especiarias doces, baunilha profunda, escura e licorosa, âmbar pungente, mel. Nada de flor, nada de fruta. É um perfume feito de notas de fundo, intenso, linear, apetitoso. Tem grande apelo gourmand, mas nada juvenil com cheiro de caramelo. É adulto, misterioso, luxuriante! Tem a cara do Oriente! 

A caixa é lindamente ornamentada, parece um mosaico. O vidro é bem simples e sem enfeites, apenas o nome do perfume em tonalidade dourada. 

Sua fixação e sillage são impressionantes: mais de 8 horas na pele, mais de 1 dia em roupas (passei e logo em seguida coloquei um cachecol, e o cheiro está maravilhosamente   incrustado nele faz mais de 24 horas.

Se você é fã das bombas abaunilhadas e orientais como eu, Raghba vai te encantar! Fãs do Gaultier², rendam-se!

Tal como eu aqui, louca por mais e mais perfumes advindos das Arábias…

Anúncios

37 comentários sobre “Raghba, Lattafa Perfumes

  1. Não posso nem dizer que esse perfume só tinha que ter meu sobrenome, Venero perfumes feitos de “base”, sem flores e frutas. Querendo em 3..2..1..

  2. Proposta tentadora desse Raghba, e já vem com o apelo de ser apresentado como unissex, kkkk. Onde encontramos, Diana? Será que já tem no Brasil, mesmo que seja On-Line?

  3. Resolvi comprá-lo (no Mercado livre daqui tem)pois só ouço elogios sobre este perfume e como tem baunilha e oud e se parece com o Gualtier II,tem tudo a ver comigo.

  4. Diana, esperando o meu Raghba comprado no escuro., rsrsrs….. um pouquinho de medo com o gosto da surpresa.
    Mas apesar de curtir a surpresa, tenho curiosidade de saber se você também o acha parecido com o Gaultier 2. Já compararam com o Eau de Missions também. Ele se parece com um dos dois ou é só a proposta? abraços
    Raquel

  5. Ainda bem que janeiro é amanhã Diana, pois o fofo só chegará em 2016, assim fico a cada dia mais próxima dele. Pode deixar que voltarei para contar o que achei. abraços e Feliz Ano Novo!

  6. Diana, chegou finalmente! Adorei no primeiro dia, mas não sei como será o meu amor por ele daqui por diante. Sou assim, tem perfumes que amo ou detesto de imediato e depois mudo. Na minha opinião ele se parece com o Eau des Missions, com um pouquinho do Gaultier 2. É menos doce e mais adulto que o primeiro e mais suave que o segundo. Não achei forte como pensei que seria. O Poison, por exemplo, fixa e exala muito mais na minha pele. De qualquer forma, adorei para variar. abraços

  7. Comprei um frasco de 100 ml ás escuras imbuído por diversas resenhas favoráveis. Porém, a decepção foi imensa. Pensava em não comentar com palavras desabonadoras nenhum perfume, mas concordo com diversas outras pessoas que se referiram a “sujeira”, “nojo” e até “carniça”. O que sentimos, eu e a minha mulher, a princípio, foi um cheiro de própolis dominante. Em seguida, qualquer pessoa que conversava conosco eu tinha a impressão de mau hálito. Achei estranho essa percepção coincidente de que todos estariam assim, porém percebi que o cheiro vinha do perfume. Com o passar do tempo senti um odor instintivo de ciganos que não tomam banho e passam perfumes fortes sobre o suor e áreas íntimas, como a genitália (como já resenharam também). Pretendo insistir nele mas com um clima bem frio e diminuir a dose. Enfim, esse perfume é muito complexo, deve ser limitado seu uso então concluo que não vale a pena arriscar.

      • Cara amiga: Esse perfume é muito linear. É como você pegar uma estrada reta sem fim e guiar por horas a fio, sem passar ninguém em nenhum sentido. Não tem emoção. Ele não projeta, como dizem. Ao dizer que tem cheiro de mau hálito, acredito, desculpe a petulância, que fui até indulgente demais. Já disseram que se sente cheiro de saliva, baba, ou coisa assim, Realmente, cheira também saliva seca. O único aroma que senti no início, como disse, foi própolis e isto lembra remédio. Não se pode dizer que esse aroma é perfume. É um cheiro. Um líquido engarrafado que cheira, exala um cheiro. Mas dizer que isso é sexy, acredito que seria um sexy exótico underground. Mas como disse, pretendo testá-lo novamente no frio e respeito muito a opinião de quem gostou. Não gostaria de pensar que as resenhas favoráveis sejam armação para este produto entrar no mercado. Tomara que a boa-fé, pelo menos em algum lugar, predomine. Abraço.

      • Jo, somos seres individuais e cada um tem uma percepção de um cheiro. O que para mim é agradável e sexy para você pode ser repulsivo e vice-versa. A sua colocação: ‘não gostaria de pensar que as resenhas favoráveis sejam armação para este produto entrar no mercado. Tomara que a boa-fé, pelo menos em algum lugar, predomine’, não se adequa a esse blog. O Raghba foi um perfume adquirido com recursos próprios em um site internacional e a compra foi movida pela curiosidade, visto que o perfume já tinha sido exaustivamente citado em grupos especializados e outros blogs.
        Primo pela minha verdade e minha percepção, falo abertamente se gosto ou não de um perfume. Agrade isso aos leitores ou não.
        Abraços!

  8. Olá minhas caras! sou homem, um curioso tbm além de um amante dos ácidos e cítricos! Fiz uma compra no escuro movido pelos deliciosos comentários e estou aguardando minha versão cítrica masculina… Quando chegar eu faço questão de dar minha opinião pois o seu blog me ajudou na decisão! Aqui no Brasil ficou caro (269.00) 100ml mas na curiosidade já encontrei coisas fabulosas! Vamos ver o que acontece e contarei a vocês!

    • Tiago, você, amante dos ácidos e cítricos se jogando em um balsâmico-boozy-baunilhão? Que máximo! Mas olha, a maioria dos rapazes para os quais apresentei o Raghba gamou viu? Venha sim nos contar o que achou, será um prazer!

  9. Olá Diana!
    Meu perfume chegou e realmente ele tem um “ar” diferenciado… Em minha pele ele ficou delicioso!!! Ficou um perfume elegante, marcante mas discreto… Suave mas invasivo de certa forma… Uma sensação extremamente agradável e prazerosa!!! Essa versão que comprei é cítrica, não senti nele aquele cítrico excêntrico do qual estamos habituados, mas você sente pitadas de bergamota, laranja, limão entre outras fragrâncias cítricas ao fundo… Valeu muito a pena! Recomendo! E agradeço a vocês pois os comentários daqui me encorajaram a comprar mesmo sem conhecer… A fixação dele em mim tbm se mostrou duradoura usando pouca quantidade, o que ajuda no custo benefício já que durará bastante por ser bem concentrado… Ele me lembra notas de um outro perfume, mas uma leve semelhança… Porém Ele mantém sua característica própria. Estou muito satisfeito e foi uma agradável surpresa! Sem dúvida eu fico no time dos que se deram bem e se apaixonaram pelo perfume! Eu Já adorei!!! Tudo de bom a você e até a próxima novidade!

  10. Uma mulher, começando um post falando que prefere a realidade de “sultões e haréns”…complicado. Em pleno século 21, ainda vemos mulheres não dando a mínima para escravidão sexual feminina, geralmente cativas de guerras, entre elas viúvas e meninas que nem ao menos entraram na puberdade, que ficavam mantidas nos castelos de reis bárbaros.
    A resenha perdeu todo o encanto logo ali.

    Vou procurar a resenha de uma pessoa mais sã.

    • Mario, boa noite! Querido, não julgue antes de ler outros conteúdos do blog. Recomendo a leitura, a exemplo, deste post https://aloucadosperfumes.com/2016/10/04/femme-avon/
      Aqui evoquei as imagens de minha infância, quando lia contos de Hassan de Bassorá, todos passados nas Arábias dos Sonhos das Mil e uma Noites (sim sim, sei da penosa situação imposta a Sherazade). Estou falando do imaginário e não da real e calamitosa situação das mulheres que viveram e vivem na condição de escravas sexuais, entenda… Nos contos tudo era tão lindo! E é isso que eu quis trazer, o imaginário que todos temos das Arábias e não sua situação social/político/econômica.
      Mas faça isso, procure outras resenhas mais sãs. Desejo sucesso em sua busca!
      Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s