Blue Sugar, Aquolina

Imagem

Ah, Aquolina, por que tão doce? Essa marca italiana desperta a minha criança interior gulosa, ávida por doces (compulsiva na verdade…).

Embora Blue Sugar seja considerado masculino, eu comprei o dito cujo para meu uso. Ele é plenamente compartilhável, mas digo: tem que gostar de aromas doces, doces de doer os dentes!

Foi apresentado ao público em 2006. 

Notas de saída: bergamota, mandarina.

Notas de coração: patchouli, lavanda, coentro, algodão-doce, glycyrrhiza (gênero de plantas a qual pertence o alcaçuz).

Notas de fundo: fava-tonka, anis estrelado, cedro.

Blue Sugar abre com notas levemente amargas, açúcar queimado (queimadinho mesmo, quase perdendo o ponto e ‘amargando’). Para dizer a verdade não percebi as notas cítricas citadas em sua pirâmide olfativa… Sinto mesmo é um odor herbal amargo que permanece por um tempo (uma vez minha avó disse que a coisa mais amarga que ela já tinha sentido na vida foi chá de losna. Um dia comprei uma muda de tal planta, e não contente em esmagar suas folhas entre os dedos e cheirar, inventei de lamber… NUNCA na vida sentirei algo tão amargo. E o pior, o gosto não sai da sua boca por um tempo: pode comer, beber, cuspir, chorar, não adianta, o amargor continuará lá…). Mas calma, foi só uma lembrança, Blue Sugar tem um amargo leve, herbal, acredito que vindo da lavanda e do coentro. E lá em algum canto, escondido, tem um tiquinho de café. Logo aparece o patchouli morno e cristalizado com açúcar, nada terroso. A planta do gênero Glycyrrhiza (a qual pertence o alcaçuz) nos traz a nota chamada licorice, para a qual não achei tradução. Lembra licor, resinas, frutas, calda. Mais uma lembrança olfativa: quando criança eu tomava um xarope definitivamente delicioso a base de alcaçuz! Ele era marrom, espesso, doce e deixava um sabor residual tão exótico… chamava Angico Pelotense! A nota de algodão-doce faz o ‘amarguinho’ sumir e vem insidiosa, morna, infantil, reconfortante. É puro açúcar cristal colorido, e me faz sentir ao lado de uma máquina Algodoinha (estou saudosista hoje, repararam?). Para mim a nota mais perfeita de algodão-doce que um perfume conseguiu reproduzir!

Depois de muitas horas inebriada pelo odor da infância, (que vinha colorido em tons pastéis dentro de saquinhos com uma bexiga vagabunda ou anel de plástico amarrado na ponta), surgem as notas da fava-tonka e do anis estrelado. Esse último dá uma tonalidade mais ardida ao perfume, como se o algodão-doce fosse invadido por balinhas de anis. A fava-tonka dá uma ‘alisada’ no algodão-doce e o torna mais abaunilhado e amendoado. 

Enfim, Blue Sugar é uma overdose de açúcar e outros aromas doces-exóticos. Aos ‘formigas’, um delírio! Aos que se arrepiam com notas doces, gourmands, distância!

Eu pessoalemente gosto bastante da linha Aquolina. Eles traduzem como ninguém o gourmand-fetiche dos odores da infância misturado a notas adultas e exóticas, que resultam em perfumes quentes, gustativos e sensuais. Ouvi dizer que alguns dos perfumes lançados recentemente pela marca perderam tal identidade olfativa e estão aguados e sem graça (tal como os novos Steel Sugar e Simply Pink). Será? 

Ah, recomendo que vocês experimentem o picolé da Turma da Mônica de Algodão Doce da marca Jundiá (não é publicidade não, a Jundiá nem sabe que eu existo). É que ele tem o ‘gosto do cheiro’ de algodão doce (pura sinestesia)…

Anúncios

21 comentários sobre “Blue Sugar, Aquolina

  1. Haha nunca vi esse picolé! Seria regional? Tenho medo de perfumes com Anis! Nunca me dei bem com Lolita Lempicka, Loverdose, Vanille&Anise de Jo Malone! To tentando usar o La Petit Robe Noire que comprei no escuro, mas tolero depois de 1 hora quando o Anis vai embora…que engraçado pq eu amo o chá, as balas…vai entender. Encomendei um Pink Sugar do Morangão, não vejo a hora de conhecer esse doce! Bjs

  2. Quando uso blue sugar me lembra aquelas castanhas caramelizadas que vendem naqueles carrinhos Bavarian …..cheiro de Shoping ….cheirinho de feliz
    abraco
    Baronesa Hedlund

  3. Diana, compraste aonde seu blue sugar? Procurei em todo lugar, nem no morangão eu achei 😦 Amooooo gourmand tanto q até acho o pink sugar “levinho” (ih,ih,ih,ih). Quero algo mais hard e acho q irei me encontrar no blue sugar!!hahaha. No morangão achei masculino um tal de Steel Sugar, não conhecia. Alguém sabe se é bão???rs

    • Sara, tudo bom? Também sou fã dos ultra-gourmands, esse açúcar todo me fascina! O Blue Sugar comprei no Ebay, mas tenho visto gente achando no Mercado Livre. O Steel Sugar comprei faz pouco, ele inicia com bastante lavanda, tipicamente masculino, e depois ganha cheiro de biscoito natalino, com gengibre sabe? Não é assim doce não. Aposte no Gold Sugar, baunilha, creme burleé, coco queimado! Delícia! Beijos!

      • Hummmmmmm esse gold sugar creme burleé me fascinou. Acabei de comprar um de 50ml no morangão promoção mara! (43,00 reais!) mesmo com a taxa do imposto ainda tá bom demais! O ruim agora é esperar 3 meses…Achei o blue sugar 50ml no mercado livre. Agora é aguardar o cartão virar pra me jogar de novo uahuahuahuah. Essa vida de amante de perfume dói no bolsa da gente mas é mto excitante!! bjocas!!!

  4. Black sugar não ouvi…é novo? É mais melado do que o Blue?? Ai minha nossa não me diga! Preciso dessa glicose em minha pele! Deve ter só no ebay né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s