Blanc, Courrèges

Antes de mais nada, quem foi André Courrèges?

Engenheiro civil por formação, ele trabalhou por dez anos na Balenciaga antes de fundar sua própria casa de alta costura, em 1961. Em 1964, lançou sua coleção Space Age, inspirada na ‘Era Espacial”. Em 1965, sua coleção revolucionou a alta costura, contribuindo para o sucesso da minissaia. Courrèges lida com comprimentos mais curtos, materiais e formas ousadas, como botas e roupas em PVC. Alavancou o uso do branco com seus famosos vestidos nesta cor.

Em 1972, foi convidado para criar os uniformes oficiais Jogos Olímpicos de Munique. No mesmo ano lançou seu primeiro perfume: Empreinte. Em 1995, ele contratou Jean-Charles de Castelbajac para projetar duas coleções sob sua liderança visionária. A colaboração anunciou uma longa saga entre o criador e a maison de moda. Em 2011, vendeu sua grife para  investidores.

    

Que máximo né? E a marca é tão pouco divulgada aqui no Brasil, poucos conhecem os perfumes da Courrèges. Eu mesma só fui dar de cara com o Blanc em um desapego. E agora estou procurando outros da marca.
Blanc foi lançado em 2012, quando a marca retomou suas atividades no ramos da perfumaria. neste ano também trouxe de volta os clássicos Empreinte e Eau de Courrèges.
https://i1.wp.com/fimgs.net/images/secundar/o.19571.jpg
O frasco é bem bonito, e me arrisco a dizer que sua inspiração vem lá da tal coleção Space Age. Não parece uma lua?
Blanc começa com um cheiro talcado de maquiagem, levemente datado. Diria que ele tem a aura da elegância ousada dos anos 70, daqueles vestidos de formas geométricas!
Suas notas médias reforçam ainda mais o aspecto polvoroso, mas agora equilibradas com rosas frescas que tornam o perfume mais leve e arejado.
As notas de fundo são ambarinas e almiscaradas. São adocicadas e picantes. E aqui o Blanc se torna mais maduro, seguro de si e dono de grande elegância.
É de fato a cara das moças dos anos 70, que tiveram coragem de ir as ruas de minissaia, decidiram tomar anticoncepcional e se renderam aos Rolling Stones. E tudo isso sem parecer hippie.
Notas de saída: íris, lichia, pimenta rosa.
Notas de coração: íris, heliotrópio, rosas.
Notas de fundo: âmbar, patchouli, madeiras, almíscar branco, raiz de íris.
Anúncios

6 comentários sobre “Blanc, Courrèges

  1. Morro de curiosidade com o Blanc, tenho o Rose e estou gostando bastante dele nos dias quentes. Quanto ao Empreinte, achei ele super forte, bem masculino e seco, faz o estilo do Cabochard, altamente compartilhável.

  2. Oi Diana, engraçado como eu estava pensanso nesse perfume e imaginando uma resenha dele. Entrei no seu blog e… olha a resenha dele aí !!!! Você está lendo meus pensamentos sem nem me conhecer? kkkk
    Comprei no escuro porque um certo site estava com uma promoção muito boa. O que me chamou a atenção foi o frasco misteriosamente elegante, aroma atalcado, que eu amo, e fundo almiscarado. Então pensei, não é enjoativo….me joguei!!!!
    Ainda bem que dei sorte em comprar um perfume que gostei, por um precinho maravilhoso.
    Amei a resenha.
    Um abraço.

  3. Olá Diana,sou eternamente apaixonada pelo courreges Empreinte,perfume da minha adolescencia,o primeiro,mas aqui no Brasil não encontrei mais…uma pena…vc descreveu ele muito bem, anos 70 mesmo!Voce sabe onde encontro?Bjss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s