Femme, Rochas

Imagem

Criado pelo mestre Edmond Roudnitska em 1943, em meio a 2ª Guerra Mundial, com as tropas nazistas ocupando a França. Época de incertezas, angústia, crise, escassez. Marcel Rochas encomendou tal perfume ao mestre perfumista para presentear sua esposa. E quem diria, do meio dos escombros surgiu a agressiva e exótica flor nomeada Femme.
Quando o usei pela primeira vez quase sufoquei. Que floral aldeídico agressivo, potente, impositivo! Como uma mulher devia ser na época, para superar e enfrentar as dificuldades que a guerra traria…
Mas deixemos a guerra de lado e vamos falar do Femme. Seu frasco é uma alusão nítida ao corpo feminino, voluptuoso, como das divas da época, que inspiravam e seduziam soldados e os demais rapazes. Diz a lenda que seu frasco fora inspirado no corpo da atriz Mae West. Nesta época as mulheres eram mais robustas, cheias de curvas e a beleza era essa, ser mulher!
Femme hoje é cosiderado um perfume datado. E é. Ainda bem, pois falamos de um período histórico, e um perfume deve ser retrato desta época. Foi reformulado em 1989, mas manteve muitos de seus traços originais.
Notas de saída: pêssego, ameixa, canela, apricot, bergamota, limão, madeira rosewwod.
Notas de coração: alecrim, cravo (a flor), íris, jasmim, cravo-da-índia (agora sim – a especiaria), ylang-ylang, rosas
Notas de fundo: couro, âmbar, patchouli, baunilha, muk, bezoin, musgo-de-carvalho.
Quanta riqueza em suas notas! O couro e o musgo-de-carvalho são bem perceptíveis desde o início. Tornam o que seria um festim de flores e frutas em uma comemoração sóbria, elegante e cheia de segredos. Como se os participantes de tal festa se retirassem “a francesa” para cantos escuros e lá se comportassem de modo impróprio. Um baile de máscaras, é isso! O alecrim encontra seu par, o carvo-da-índia, e tem início uma das relações mais conflitantes deste perfume: quem se  destacará mais? E acabam empatando. As especiarias são como amantes ciumentas, volta e meia se impõe e se fazem notar, deixando as flores intimidadas!
As frutas são perceptíveis na pele logo nos primeiros segundos após a borrifada, e só aparecem novamente já no final de tal festejo. Acabam ficando para a sobremesa…
Femme é um lindo perfume. Para momentos especiais, em que você não terá medo de expor sua feminilidade de forma pura, quase bruta e animalesca. Femme é pele nua em sofá de camurça.
É forte, é quente, é cheio de arestas e segredos. Como uma mulher…

9 comentários sobre “Femme, Rochas

  1. Couro? Hummmm….adoro! Tão difícil achar notas de couro nos perfumes de hoje em dia, os lançamentos são todos tão parecidos. É muito datado? Gosto de perfumes mais diferentes, fujo daqueles que todo mundo tem, mas não sei se seguro a onda de um perfume muito datado.

  2. Sou fã de Femme pois desde pequena sentia o cheiro dele pois minha mãe o usava.Quando cresci e fiquei mocinha comecei a me apaixonar por perfumes como é até hoje! Foi o segundo perfume que ganhei depois do Miss Dior.Lembro de sua cor densa e dourada,não sei se os de hoje são assim.Amo Femme,é um misto de saudades de minha mãe e de épocas maravilhosas!Vendo hoje o perfume e seu vidro e embalagem dei uma volta ao passado!Tem perfumes que não esquecemos jamais!!!

Deixe uma resposta para Cintia Milanese Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s