Agarwood (OUD)

Agarwood tem a fama de ser a madeira mais cara do mundo. Há muitos nomes para o cerne resinoso e perfumado produzido principalmente por árvores do gênero Aquilaria. Mais comumente a resina é conhecida como agarwood, aloeswood, eaglewood, gaharu, agalocha ou oudh (em árabe).

Agarwood tem sido usado para fazer incenso de alta qualidade há séculos. Os chineses descrevem seu aroma como “uma fragrância doce, profunda, mas equilibrada” e usam em celebrações religiosas e festivas, bem como os árabes, indianos e japoneses. Agarwood também é parte de muitas farmacopeias tradicionais, que remonta aos tempos medievais e os médicos chineses ainda o prescrevem para resfriados e problemas digestivos. O óleo extraído do agarwood é utilizado nos países árabes como matéria prima para perfumes, principalmente masculinos.

O oudh se forma como uma reação ao ataque de fungos. Árvores infectadas com um tais fungos secretam um óleo perfumado que “protegem” as áreas danificadas (raízes, ramos, cerne ou seções do tronco), que gradualmente se tornam mais escuras, de tons que vão do marrom escuro ao preto.

Espécies que produzem Agarwood são encontradas em toda a Ásia, enquanto que ocorrem naturalmente no Sul e Sudeste da Ásia. O sub-continente indiano foi a principal fonte de agarwood por muitos séculos, mas como as árvores se tornaram escassas no meio do século XX, a extração intensificou na Indochina. Mais tarde, foi estendido para a Indonésia e Malásia. Hoje existem plantações de Agarwood em diversos países, incluindo Bangladesh, Butão, Índia, Laos, Papua Nova Guiné, Tailândia e Vietnã.

Pode crescer em uma grande variedade de solos, incluindo solo arenoso pobre. As árvores crescem de 6-20 m de altura. As folhas são alternas, de 5-11 cm de comprimento e 2-4 cm de largura, com ápice acuminado curto e uma margem inteira. As flores são verde-amarelado, o fruto é uma cápsula lenhosa 2,5-3 cm de comprimento. Pelo menos 15 espécies de árvores Aquilaria são conhecidas por produzir Agarwood.

 no thumbnail available 2

Agarwood é exportado em várias formas (pedaços de madeira, pó, óleo e como produtos acabados, tais como perfumes, incensos e medicamentos), e os principais importadores são países do Médio e Extremo Oriente – em particular os Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita (onde agarwood é conhecido como oudh), bem como Hong Kong, Taiwan e Japão.

 

Método de Extração

Existem três métodos através dos quais o óleo é destilado: hidro-destilação, destilação a vapor e de extração supercrítica de CO2. No entanto, os métodos mais comuns de destilação são hidro-destilação e a destilação de vapor. Para definir qual o processo será utilizado é preciso levar em conta a idade da árvore. Árvores mais velhas têm maior teor de resina e, assim como um vinho, resina velha fica melhor com a idade. Falando da classificação do óleo de agarwood, a melhor qualidade de óleo sai da primeira destilação e depois desta a madeira sofre de segunda destilação e, por conseguinte, que é classificada em conformidade com o número de vezes que é “cozido”.

Substitutos sintéticos geralmente são desenvolvidos quando as fontes sustentáveis ​​do produto natural não se encontram disponíveis ou seu preço é muito alto. Os componentes químicos principais responsáveis ​​pelo aroma característico de produtos de madeira de ágar, sesquiterpenos, podem, em princípio, ser sintetizados. No entanto estas estruturas são muito complicadas, que serão extremamente caros de sintetizar, o que o torna comercialmente pouco atraente.

 

Por que o óleo de Oudh é tão caro?

Baixo rendimento de material vegetal, trabalho intenso no processo de extração. Estas são todas muito poucas razões da alta do Agarwood. São necessários no mínimo 20 kg da madeira para produzir 12 ml de azeite. Além de tudo, muitas vezes o Oud é “caçado” nas matas por nativos que se arriscam em meio a ameaças naturais…

Estima-se o valor de 18.000 Euros para um quilo do óleo do Oudh.  No mercado atual é basicamente utilizado em perfumaria natural .

Outro motivo de agarwood ser caro é a ameaça de extinção. As mais importantes espécies produtoras de resina  estão protegidas em todo o mundo sob a CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Silvestres), bem como pela World Conservation Union, IUCN. A. crassna foi listada como uma espécie em extinção há alguns anos pelo Governo vietnamita, mas agora está listado como uma espécie protegida no Vietnã.

 

Fontes: http://www.agarwoodconsulting.com/

http://www.fragrantica.com/notes/Agarwood-Oud–114.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s