Iris, L’Erbolario

Outra amostra linda vinda da sempre queria Dri Sama! Iris L`Erbolario (marca que vem lá da Itália, mãe do famoso Dolcelisir e que tem uma linha enorme de produtos cosméticos, não só perfumes).

Bonita e mutante essa íris! Começa brilhante e quase ofuscante, com aldeídos que fazem o aroma da flor literalmente ‘explodir’. As notas iniciais assustam um pouco e você acha que o mundo vai cheirar a íris para sempre se borrifar um pouco ao vento… Eu, que sou ‘levemente’ exagerada, passei um pouco mais do que devia e tive essa impressão. Depois da explosão atalcada, adocicada e altamente feminina remetendo ao boudoir de épocas passadas, ela se torna quase amanteigada, morna, mais mansa. Da íris adolescente e rebelde que gritou ao mundo que ali estava, surge uma mulher sensual, segura de si e de sua feminilidade.

Depois de algumas horas surge baunilha nada culinária, é daquelas que dá vontade de abraçar e não de morder. Conforto, não gula. Ainda tem um toque fumacento e de sutil nuance masculina. Isso faz a diferença! A base do perfume, as notas que permanecem ‘a flor da pele’ são deliciosas!  É ao mesmo tempo doce, floral, feminino, masculino, moderno, antigo! É cheio de facetas, depende do momento em que vc ‘enfia’ o nariz na pele em busca de puro prazer olfativo!

Sem dúvidas, a grande estrela aqui é a íris que começa adolescente, espalhafatosa, ainda sem medidas. Vira mulher, encanta, seduz. Amadurece e deixa aparecer a beleza de seu lado maduro, experiente, acolhedor. Suas 3 faces de toda mulher: donzela, mãe, senhora. Todas encantadoras!

Notas de saída: bergamota, aldeídos.

Notas de coração: íris, pilriteiro (espinheiro branco).

Notas de fundo: baunilha, açúcar, tabaco.

Antes que me perguntem: não, não sou wiccan.

Alcaçuz (Licorice)

no HD illustration available(4)

O alcaçuz ou ‘licorice’ é obtido da raiz da planta Glycirrhiza glabra, que tem um odor agridoce com toque de anis. Muito reconhecível em Lolita Lempicka Eau de Parfum e Lolita au Masculin.

Trata-se de uma planta herbácea que cresce até 1 m de altura, folhas com cerca de 7-15 cm de comprimento, com 9 a 17 folíolos. As flores têm 0,8–1,2 cm de comprimento, sendo de cores púrpuras ou de um azul esbranquiçado pálido, dispostas numa inflorescência.

O alcaçuz é comumente usado como medicamento, produção de alimentos, alguns tipos de cerveja e cosmética, pois possui propriedades suavizantes e cicatrizantes. Também é conhecido como “raiz doce” porque contém uma compostos químicos chamados anethole e glicirrizina (Em grego, glycys significa doce e rhiza significa raiz, sugerindo que o gosto da raiz é doce) que são cerca de 50 vezes mais doces do que o açúcar refinado da cana.

A planta é nativa da Europa e Ásia, e utilizada em todo o mundo para tratar várias doenças como a hepatite, tuberculose, disfunções endócrinas, problemas estomacais, dermatológicos, tosses, etc. Há relatos de seu uso medicinal desde a Grécia e China antigas. A raiz é colhida no outono, dois a três anos após o plantio. O extrato é produzido por ebulição da raiz e evaporação da água e que está disponível tanto em xarope como em forma sólida.

Já vi balas de alcaçuz a venda, mas nenhuma como aquelas que as vezes aparecem nos filmes e séries americanas… E quando criança eu tomava um delicioso xarope a base de alcaçuz, chamado Angico Pelotense!

Nas perfumaria, além dos já citados Lolita Lempicka, outros que apresentam tal nota:

Loverdose, Diesel

Hermessence Brin de Reglisse, Hermes

Pink Sugar, Aquolina

Aoud Greedy, Montale

Lanvin Me, Lanvin

Eau de Reglisse Licorice, Caron

Kenzo Jungle L’Elephant, Kenzo

Jeux de Peau, Serge Lutens

Guipure & Silk, Jeanne Arthes

Alchimie, Rochas

Play in the City for Him, Givenchy

Sobre a cópia indelicada…

Que coisa chata. Uma leitora amiga do blog avisou gentilmente que o site  http://www.cazzahair.com.br/prada-amber-pour-femme.html utilizou a resenha do meu blog na descrição de um perfume a venda… lamentável a falta de respeito ao trabalho (embora amador) de outra pessoa… Trocaram algumas palavras, omitiram outras, mas está lá, pra quem quiser conferir! Poxa, faz contato, cita fonte, faz como aconteceu no http://www.jequiti.com.br/blog/diva-ebano-no-blog-a-louca-dos-perfumes-1458. Tá, não me avisaram, achei por acaso, mas citaram fonte! Isso sim é honestidade e reconhecimento do trabalho de alguém!

Houve um caso de uma loja que anunciava produtos no Facebook utilizando o logo e o nome do meu blog…

Segue link da minha resenha para comparações:https://aloucadosperfumes.wordpress.com/2013/04/23/prada-amber-prada/

E uma coisa: gosta do meu trabalho? Fico lisonjeada. ME CONTRATA!