Carven Le Parfum, Carven

Quando eu era pequena, um dos perfumes prediletos de minha mãe era o Ma Griffe. Acho que é por isso que fiquei tão curiosa pelo Carven Le Parfum…

Recebi semana passada uma amostrinha, e como não se encantar pelo icônico listrado verde e branco?

Vamos conhecer um pouco mais sobre a marca: Melle Carven, também conhecida pelo seu nome de nascimento de Carmen Tommaso nasceu em 31 de agosto de 1909, em Chatellerault, Viena. Em 1945, num apartamento com vista para a famosa Champs-Elysées que Melle Carven abriu a sua casa de alta-costura, ela que até esse momento jamais trabalhara no mundo da moda. Porém, sentia-se animada por uma ambição muito original: vestir mulheres de pequena estatura, que, tal como ela, não tivessem mais de 1.55m. Desenharia igualmente inúmeros vestidos de noiva. Caracterizado por uma elegante frescura e por uma alegria juvenil, o seu estilo impôs-se rapidamente. O famoso tecido de riscas verdes-claras e brancas, jovem e dinâmico, ficou para sempre associado à imagem da casa. Logo Melle Carven conheceu um homem de negócios que lhe propôs criar um perfume. Foi sem que surgiu Ma Griffe, um dos grandes clássicos da perfumaria parisiense.*

Marca devidamente (e brevemente) apresentada, vamos ao Le Parfum: foi lançado em 2013, criado pelo festejado Francis Kurkdjian e teve Thierry de Baschmakoff como responsável pelo design do frasco. Obviamente, então, estamos esperando muito dele…

Carven Le Parfum inicia vigoroso, fresco, elegante. Flores e frutas ao amanhecer, meio geladas, meio verdes. Nota cítrica-cremosa, nectarinas azedinhas e jacintos frescos e delicados.

As notas de saída prolongam-se deliciosamente, a sensação de estar em um campo primaveril nas primeiras horas do dia é revigorante! Depois aparece a ervilha-de-cheiro, que torna o perfume mais polvoroso e feminino. E aqui surge, entre as flores, uma nota picante, algo entre a pimenta e a cânfora. Não sei definir melhor. Seria o patchouli das notas de fundo se intrometendo? E quando consigo desviar a atenção da nota picante que não sei nomear, sinto que tem um jasmim matreiro ali no meio! Deixa na pele o rastro intoxicante, lá na última camada. Daqueles que tem que chegar bem perto e dar uma ‘senhora fungada’ para sentir. E sair meio desnorteado depois…

Depois de umas 4 horas Carven Le Parfum vai desaparecendo. Deixa na pele leve bruma atalcada/picante/leitosa. Coisas de patchouli e sândalo…

Para mim, ele conseguiu traduzir com perfeição o conceito da marca: ‘elegante frescura, alegria juvenil, dinâmico’. Mereceu e carregou com propriedade a estampa listrada branca e verde de sua caixa…

Notas de saída: flor de mandarina, jacintos brancos, damasco.

Notas de coração: ylang-ylang, jasmim, ervilha-de-cheiro.

Notas de fundo: sândalo, osmanthus, folhas de patchouli da Indonésia.

Desejando 100ml para chamar de meu…

*Fonte: http://100perfumesbylubi.blogspot.com.br/2009/08/28-ma-griffe-carven.html

Anúncios

3 comentários sobre “Carven Le Parfum, Carven

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s