Roberto Cavalli EDP, Roberto Cavalli

Gosto das criações da casa italiana Roberto Cavalli. Inclusive dos icônicos vestido repletos de recortes e ‘animal print’. Ok, eles tem um pé no brega, mas que mal tem? E quem não tem?

Sobre o perfume Roberto Cavalli EDT, logo que o senti na pele pensei que ele seria uma versão ‘mais light’ e simplificada do polêmico Far Away, da Avon. Sério, seríssimo! A mesma bomba floral oriental com nuances cremosas e balsâmicas!

Começa com uma nota floral cremosa-picante. E em seguida vem o ataque licoroso, intenso e cremoso. Depois de umas duas horas de uso, a flor do começo adquire um certo cheiro de maquiagem, uma tonalidade retrô. E dura até o fim, fica brevemente atalcada. Coisa bonita, viu!

As notas finais são balsâmicas! Temos baunilha bem adulta, nada gourmand. Baunilha licorosa, essa seria uma boa definição! Tem também fava tonka e um toque incensado!

Na realidade, Roberto Cavalli EDP é um perfume simples e bem executado. É exuberante, sensual e quente, e se você controlar o número de borrifadas fica até comportado. É aquilo né, coisa italiana: um pé no escandaloso, um pé na elegância, um pé na sensualidade…

Criado em 2012 por Louise Turner, da Givaudan.

Nota de saída: pimenta rosa.

Notas de coração: flor de laranjeira africana.

Notas de fundo: benzoin, fava tonka, baunilha.

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Roberto Cavalli EDP, Roberto Cavalli

  1. Eu simplesmente amo sua simplicidade de traduzir as coisas… Adoro receber as mensagens dos post na minha caixa de Email, fico logo curiosa pra saber o que a |louca| postou dessa vez! Apenas preciso comentar mais, só assim você vai saber o quando é querida! 😀

  2. Diana, um dos meus favoritos e hoje apesar do calor estou usando ele e olha o que me despertou a vontade: fui ver o desfile das escolas com uma amiga (não é minha praia, mas fui por curiosidade) e muito comportada, botei um perfume leve. Heis que onde nós duas ficamos, vinha um cheiro, um cheiro bom de um perfume conhecido, mas qual??? Era ele o Roberto Cavalli (ou um muuuito similar). Quem usava nem se importou de ser em pleno verão, em pleno Carnaval, haha…. e eu adorando o cheiro, tão louca quanto.

    • Sou dessa, kkkk! Quando cismo de usar um perfume não tem temperatura que me segure! É só reduzir homeopaticamente a dose! Olha, acho que o que influencia tbém foi o cheiro do ‘calor humano’ de de cerveja choca que geralmente tem nos lugares onde acontecem festas populares (a malvada!!!).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s