‘Perfume de Letrinhas’, por Ronaldo Bressane

Ah, o cheiro dos livros… Novos ou velhos, reluzentes na vitrine de um shopping ou esquecido no canto de uma prateleira capenga de um sebo!

O que faz um livro ter esse cheiro tão amado? O tipo de papel e tinta usados, as bactérias, os ácaros?

O bibliófilo e poeta Antonio Carlos Secchin vai além: “Diria que o cheiro melhor não é de livro, mas de um século: o 19. São volumes que, em geral, sensorialmente me agradam, não apenas pelo olfato: fazem bem à visão e ao tato. Se a isso somarmos o discreto ruído no ato de virar as páginas, só faltaria comê-los”.

Leia aqui o texto na íntegra.

 

Anúncios

4 comentários sobre “‘Perfume de Letrinhas’, por Ronaldo Bressane

  1. Olá! Descobri o seu blog há pouquinho tempo e estou fã, tem uma forma espetacular de falar a respeito deles, dos perfumes. 🙂 Adoro perfumes desde pequenina, tenho um ótimo nariz também e considero-o um “mundo” encantador. Parabéns! 🙂
    Escrevo-lhe porque há dois perfumes que conheço apenas pelo cheiro mas não sei quais são e já me enchi de pesquisar para tentar descobrir e não consigo. Numa dessas pesquisas, encontrei o seu fantástico blog! 🙂 Foram duas amostras que me deram na loja Equivalenza (Portugal), não sei se conhece o conceito, são aromas equivalentes aos originais, uns mais parecidos do que outros e uns com maior poder de fixação do que outros. Não são os originais mas são bons para quem não tem muito dinheiro. Recentemente as meninas foram proibidas de dizer a que perfumes é que os aromas da loja correspondem e não consigo saber quais são os originais para os poder comprar. A única coisa que sei, é que um floral oriental com um cheiro maravilhoso, cheio, boa fixação, doce, alegre e marcante ao mesmo tempo (nº 88). E eu estou apaixonada pelo perfume, confesso! Eu sou mesmo difícil de me prender a perfumes, mudo frequentemente, o que me prendeu por mais tempo e que até hoje me acompanha sempre é o Alien do Thierry Mugler, de resto vou tendo vários… E o outro é um oriental floral com um cheiro mais intenso, seco, amadeirado, que me remete para perfumes mais antigos (nº 66). Ambos saíram em dezembro de 2015, isso elas disseram mas não sei de mais nenhum detalhe. Se me conseguir ajudar, fico-lhe muitooo grata.
    Boa continuação e uma ótima semana.
    Muitos beijinhos

    • Poxa, obrigada por gostar do trabalho que desenvolvo aqui no blog! Menina, pesquisei, mas não achei nada sobre os perfumes-inspiração usados pela marca Equivalenza. Vem cá, não seria o DG Red que vc cita não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s