Ysatis, Givenchy

Vamos falar de um clássico! Filho dos anos 80, Ysatis é de fato uma bomba. ‘Nasceu’ em 1984, criado por Dominique Ropion.

É daqueles perfumes tão intensos, tão ricos, tão cheios de nuances que te nocauteia e sua percepção olfativa não sabe o que fazer: se deixa a totalidade da obra te embriagar ou se fica prestando atenção nos desdobramentos de suas notas olfativas. E são muitas viu?

Se você gosta do petardo Giorgio Beverly Hills ou do clássico Chanel N° 5, Ysatis fará sua cabeça!

Assim que passei o Ysatis na pele lembrei do Ecoute Moi, da Molinard e do Chanel 5: sabonetes finíssimos, aldeídos a perder de vista. Essa sensação dura um bom tempo na pele. Logo senti flores com alma retrô, como ylang-ylang e narciso. Me fez pensar em sabonete Alma de Flores.

Ainda rodeadas pelos aldeídos, surgem rosas, cravos, flores brancas maliciosas, um breve atalcado de íris.

Mais no fundo temos uma profusão de notas que de fato me confundem: me fazem pensar em outros perfumes e dificultam a percepção. Sinto madeiras, especiarias, musgo, vetiver, notas ambarinas, almíscar sujinho, civeta. E aqui Ysatis ganha uma característica, selvagem, sexy, felina.

Na verdade Ysatis é um perfume de contrastes: tem uma faceta de divina limpeza e outra de mundana sujidade.

Explico: os aldeídos e cítricos deixam o ‘começo’ do perfume limpo, puro, esfregado. Mais pra frente surge uma faceta animálica, flores em plena maturidade, musgo-de-carvalho, civeta!

Enfim, o Ysatis me fez deparar com uma realidade: como eram difíceis de descrever, perceber e interpretar os perfumes da década de 80! Eram tão complexos e até mesmo exagerados. E os de agora, tão facinhos de usar e ‘ler’… Só não sei ainda se isso é um elogio  ou  uma crítica. Mas ok, o cenário mundial mudou da década de 80 pra cá, a cultura ganhou novos símbolos, a mulher se recriou e as marcas buscam agradar e atingir o maior número de pessoas possível… continuo sem saber se estou criticando ou elogiando…

Devaneios a parte, se cruzar com o Ysatis por aí experimente, mesmo que não goste do estilo ou de perfumes datados. Faça essa leitura, do capítulo da história da perfumaria da década de 80. Você só tem a ganhar!

Notas de saída: aldeídos, flor-de-laranjeira, côco, cítricos, mandarina, gálbano, ylang-ylang, bergamota, pau-rosa.

Notas de coração: rosa, cravo (flor), jasmim, íris, tuberosa, narciso, rum.

Notas de fundo: patchouli, louro, âmbar, baunilha, sândalo, mel, civeta, almíscar, musgo-de0carvalho, vetiver, cravo (botão).

   

Anúncios

5 comentários sobre “Ysatis, Givenchy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s