Minuit Noir, Lolita Lempicka

Quem acompanha o blog sabe que eu morro de amores pelos perfumes Lolita Lempicka: cheiro, frasco, conceito, tudo me agrada na marca.

Perfumes feitos para fadas, sereias e ninfas. Mas desta vez meu pensamento foi além: pensei na Deusa gaulesa Abnoba, protetora dos rios e florestas. Por outro lado pensei na lâmpades, ninfas subterrâneas do séquito de Hécate…

  

Porque Minuit Noir é escuro. Escuro, misterioso, convidativo. Poção forte: ame ou odeie.

Feito do que dorme no leito da terra, do que está escondido, de raízes. Somente deusas e ninfas que conhecem bem a terra que abençoam poderiam saber onde estão ocultos esses tesouros.

No primeiro contato achei que o perfume tinha forte aspecto medicinal e cheiro de queimado. Pensei em xarope fervido e reconheci  uma nota já bem conhecida para os amantes da marca Lolita Lempicka: o alcaçuz, desta vez com potência máxima.

Depois surge outro ‘tesouro enterrado’, o patchouli. Escuro e profundo, torna-se achocolatado depois de umas 2 horas na pele.

Iris e violeta são flores que geralmente causam efeito boudoir, nos fazem pensar em maquiagem. Não aqui: essas notas florais empoadas, adocicadas e mágicas, trazem a lembrança de que toda mulher carrega dentro de si um poder muito forte, ancestral e místico.

O perfume foi uma edição especial lançado em 2010.

Notas olfativas: alcaçuz, patchouli, íris, violeta.

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Minuit Noir, Lolita Lempicka

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s