James Bond 007 Quantum, Eon Productions

Bond é descrito como um homem alto, moreno, caucasiano, de olhar penetrante, viril, porte atlético e sedutor, com idade estimada entre 33 e 40 anos, apreciador de vodka-martini (Batido. Não mexido), exímio atirador com licença 00 para matar (sétimo agente desta categoria especial, daí seu código 007) e perito em artes marciais, que combatia o mal pelo mundo, a serviço do governo de Sua Majestade, com charme, elegância e cercado de belas mulheres, sempre se apresentando com a famosa frase “Meu nome é Bond, James Bond”.

E quem não conhece James Bond, o agente 007!

Mesmo quem não conhece, ao ler a descrição acima consegue imaginar um perfume para tal ícone masculino usar, certo? Que cheiro teria James Bond? Em minha cabeça, colônia Brut ou Eau Sauvage, da Dior. Clássicos, atemporais, daqueles que nunca (e em nenhum lugar) estão errados.

Eu já não tinha grandes expectativas quanto ao ‘James Bond 007 Quantum’, mas quando abri o sachezinho da amostra quase morri de desgosto. Que perfume bobinho! Jamais que 007 usaria tal banalidade!

O perfume se assemelha aos que já vimos 15874978 vezes na perfumaria masculina. E isso o torna tão descartável, tão ‘qualquer coisa’…

Começa com notas cítricas e um quê alavandado/herbal/picante. Depois aparecem notas atalcadas, com cheiro de produto de higiene pessoal. Por último aparece uma nota amadeirada doce. O couro que prometeram as notas olfativas fugiu antes de ter que passar essa vergonha.

Além de tudo a durabilidade de tal perfume na pele é vergonhosa (menos de 1 hora).

Notas oficiais: bergamota, junípero, folhas de violeta, sândalo, couro.

Deixo vocês com o choro do agente secreto no filme ‘007 – A Serviço Secreto de Sua Majestade’.

Anúncios

4 comentários sobre “James Bond 007 Quantum, Eon Productions

  1. Como leitor de James Bond e espectador dos filmes acredito que esse James Bond “qualquer coisa” se encaixa bem pelo encenado por Daniel Craig. Talvez pra ele servisse bem; uma tentativa de perfume para uma tentativa de James Bond

  2. Hahahahahaha…, rindo muito aqui! Como sempre, ótima resenha Diana! Ah, e quero lhe sugerir uma fragrância para resenha, é o lançamento da Avon: Black Essencial.
    O qual, dizem, tinha a intenção de cutucar alguma memória olfativa do A Men – Pure Leather Collection…
    Parabéns pelo blog, está muito legal!
    Grande abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s