Carnaval! Antigamente, era tempo de lança-perfume!

Resultado de imagem para lança perfume anúncio antigo

Conta minha mãe, nascida em 1939, que em seus tempos de menina, carnaval era época de lança-perfume.

Segue um pouco sobre tal produto, segundo a Wikipedia…

O lança-perfume foi industrializado pela Rhodia (empresa francesa) e importado para o Brasil a partir de sua sede na Argentina. Em 1922, era fabricado o primeiro lança-perfume nacional pela Rhodia instalada em São Bernado do Campo, ABC de São Paulo. O lança-perfume apareceu no carnaval de 1904 no Rio de Janeiro, sendo rapidamente incorporado aos festejos carnavalescos de todo o Brasil, principalmente nos blocos de rua e bailes. O produto tornou-se símbolo do Carnaval.

A marca Rodouro foi muito solicitada nos carnavais brasileiros, até que os foliões passaram a utilizá-la como bebida ou inalá-la. A partir de então, foi proibido o uso em salões e mais adiante a sua comercialização.

Em 1961 por recomendação do jornalista Flávio Cavalcanti seguida de um decreto do então Presidente Jânio Quadros, o lança-perfume acabou sendo proibido no Brasil, após alguns casos de morte de usuários por embriaguez seguida de acidentes fatais.

Veja mais sobre aqui. Segundo tal fonte, o produto tinha cheiro semelhante ao L’Air dus Temps de Nina Ricci!

Mas vamos viajar no tempo de novo, e ver antigos anúncios de lança-perfume!

Se liga na mão-boba do Pierrot…

 

 

Aloucadosperfumes

Conta minha mãe, nascida em 1939, que em seus tempos de menina, carnaval era época de lança-perfume.

Segue um pouco sobre tal produto, segundo a Wikipedia…

O lança-perfume foi industrializado pela Rhodia (empresa francesa) e importado para o Brasil a partir de sua sede na Argentina. Em 1922, era fabricado o primeiro lança-perfume nacional pela Rhodia instalada em São Bernado do Campo, ABC de São Paulo. O lança-perfume apareceu no carnaval de 1904 no Rio de Janeiro, sendo rapidamente incorporado aos festejos carnavalescos de todo o Brasil, principalmente nos blocos de rua e bailes. O produto tornou-se símbolo do Carnaval.

A marca Rodouro foi muito solicitada nos carnavais brasileiros, até que os foliões passaram a utilizá-la como bebida ou inalá-la. A partir de então, foi proibido o uso em salões e mais adiante a sua comercialização.

Em 1961 por recomendação do jornalista Flávio Cavalcanti seguida de um decreto do então Presidente Jânio Quadros, o lança-perfume acabou sendo…

Ver o post original 53 mais palavras

Anúncios

3 comentários sobre “Carnaval! Antigamente, era tempo de lança-perfume!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s