Patchouli Antique, Les Nereides

Imagem

 

Fotos celular 379

Conheci o Patchouli Antique no Encontro da APP. Aliás… ô lugar pra conhecer gente bonita-elegante-sincera e conhecer perfumes bons e atiçar minhas lombrigas! Consegui comprar via Ebay!

A caixa dele é um luxo! Delicada, elegante, com um cartão explicativo sobre a planta que nomeia o perfume.

Aqui o patchouli não tem ‘arestas e pontas’, não chega atirando como no Angel. É manso, doce, levemente terroso e tem ares vintage, mas nada ripongo viu?

Sei que é frequente a associação entre o aroma do patchouli e os tempos de Woodstock, mas tente se desfazer desse estereótipo…

Abre com lufada brevíssima de casca de laranja, que nos leva a uma pilha de madeiras aromáticas leitosas e adocicadas. Madeiras essas todas entremeadas de patchouli aos montes e em algum canto, meio escondida, tímida fava de baunilha empresta acorde achocolatado ao perfume.

E não podemos nos esquecer que tal pilha está sobre terra preta recém molhada de chuva…

Não tiro a majestade do patchouli no perfume da Les Nereides, mas sua beleza é em muito sustentada pelo leitoso/cremoso/exótico do sândalo, pela sofisticação do cedro e pela (embora discreta) doçura gulosa da baunilha. O almíscar aqui tem papel de ‘limpar’, clarear ou até mesmo ‘levantar’ aromas pesados e profundos: é o tal almíscar com cheiro de sabão em pó que torna tudo mais digerível para nossos olfatos condicionados a limpeza.

Se não fosse ele, acho que Patchouli Antique provavelmente seria demodê, escuro e pesado demais. Aquela coisa dark e gótica forçada, sabe?

A questão é que ele é lindo! Feminino, misterioso, empoado e antiquado na medida certa! Transita entre o hippie-chic e o gótico, o cigano e o boudoir…

Notas olfativas: patchouli, almíscar, sândalo, cedro, baunilha, laranja. Perfeitamente compartilhável, viu meninos?

      
Anúncios