Lady Vengeance, Juliette has a Gun

O nome ‘Juliette has a Gun’ invariavelmente me faz lembrar de outra moça armada. Falo o nome da marca e imediatamente começa a tocar na minha cabeça a música ‘Janie’s Got a Gun’, do Aerosmith… Sei que a situação de cada uma é diferente, Juliette está mais para o fetiche e para a dualidade dominadora-dominada. Enfim, não vou me prolongar nisso, porque a viagem não terá fim…
Ganhei da querida Barbarella uma amostra do Lady Vengeance e achei maravilhoso! Rosas ora inocentes, ora imperativas. Com tonalidades atalcadas e picantes. Rosa trajando couro!
Foi criado pelo festejado Francis Kurkdjian em 2006.
Notas de saída: bergamota, lavanda.
Notas de coração: rosa-da-Bulgária, rosa damascena, molécula Iso E Super, patchouli.
Notas de fundo: ambroxan, baunilha, almíscar branco.
Lady Vengeance é tapa com luva de pelica! É vingança doce, morna, quase carinhosa! Não ache que a profusão de rosas o torna inocente: as rosas são disfarçadas, com sua beleza e aroma distraem e os espinhos passam ‘batido’…
Não há na listagem de notas olfativas nada referente ao couro, mas sinto sim um toque de couro. As rosas são as grandes estrelas, polvilhadas pelo patchouli terreno e picante, aquecidas pelo tal ambroxan – que remete ao amber gris. As notas amadeiradas soam secas, quase masculinas. A baunilha é tão discreta! Aparece as vezes e empresta momentos de doçura ao perfume. O almíscar branco dá a sensação de conforto e reconhecimento.
No fim, como eu vejo o perfume: uma rosa ‘com tudo planejado’, cheia de subterfúgios! Seduz com a leveza e inocência da lavanda, mostra pétalas macias e tenras. Quando já estamos convencidos, mostra sua outra face: couro, patchouli, âmbar cinzento… E ainda arranja espaço para seduzir a vítima já totalmente entregue com o doce sutil de sua baunilha e a androginia das notas amadeiradas…
Cheia de ‘tarantinismos’, essa Lady…
noiva.jpg
Anúncios

10 comentários sobre “Lady Vengeance, Juliette has a Gun

  1. Muito bacana esse perfume. Ele me lembra um filme sul-coreano homônimo ótimo – pra quem tem estômago forte -, que faz parte de uma trilogia igualmente ótima do Chan-Wook Park (opa, sou mega fã do cinema asiático).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s