D&G Anthology, La Lune 18, Dolce & Gabanna

Nome comprido, mas vou chamar apenas de La Lune, tá bom? Sendo assim, agradeço a amiga querida Patrícia Carvalho que me presenteou com uma amostra dele lá no Encontro Perfumado da APP.

Quando eu soube de tal coleção da D&G com nomes de cartas de tarô e com top models ícones da ‘minha época’, fiquei um tanto quanto curiosa. Como algo tão intrincado, simbólico, arquetípico como os símbolos do tarô tinham sido traduzidos para frascos espartanos e com modelos despidos de indumentárias? Eles por si só, em pele, seriam a representação da carta… Pessoalmente achei boa escolha a Naomi Campbell para ser ‘A Imperatriz’ e da Claudia Schiffer como ‘A Lua’…

https://i1.wp.com/fimgs.net/images/secundar/o.8083.jpg

Ao perfume então? Hoje pela manhã passei. Minha mãe e meu marido perguntaram qual perfume era e elogiaram. Engraçado é que eu mal estava sentindo ele exalar…

La Lune tem tonalidade soapy. Tem algo que lembra desodorante, limpeza. É translúcido e distante.

Começa com notas cítricas brandas e claras, sidra de maçã borbulhante e folhas verdes. Seu coração floral é simples e bonito: tuberosas, rosas, lírios. Aqui a tuberosa é levemente inebriante e sedutora, vem ‘em rédeas curtas’. O lírio vem cândido e virginal. A rosa – de verdade – não senti. As notas finais de La Lune são menos lapidadas, tem um acorde de couro bem interessante. Embora não esteja entre as notas oficiais, sinto algo de madeira verde, recém cortada. É aqui que a coisa fica interessante: ele se torna ambíguo, andrógino, revela uma força até então oculta e disfarçada…

E agora, escrevendo, me vem na cabeça que ele não poderia ter nome melhor: A Lua. A lua puxada pelo carro da deusa greco-romana Ártemis (ou Diana, se assim preferir – eu prefiro, claro…) e que em muitas representações enfeita sua fronte em forma de crescente. A Deusa que simboliza a castidade, é exímia caçadora e atlética, possui uma corte de ninfas e é protetora dos animais e das mulheres… Pesquisando, inclusive, descobri que no Tarô de Marselha, Ártemis corresponde à Lua…

Notas de saída: bergamota, maçã vermelha, notas verdes.

Notas de coração: tuberosa, lírio, rosa.

Notas de fundo: sândalo, almíscar, raiz de íris, couro.

Consequência: preciso ter esse perfume, tem meu nome escrito nele…

Imagem“Diana”, de Jules Joseph Lafebvre (possivelmente de 1879)

Links interessantes: http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81rtemis

http://www.girafamania.com.br/historia_arte/mitologia-grega-artemis-diana.html

Anúncios

10 comentários sobre “D&G Anthology, La Lune 18, Dolce & Gabanna

  1. Tive amostra, lembro de ter gostado. Até anotei minhas impressões em algum lugar ( na APP com certeza tem em algum canto). Lembro de ser leve, docinho suave e elegante. Aprovei.

  2. Amei a resenha! Dizer que está perfeita e que vc descreveu o La Lune divinamente é chover no molhado Di!
    Que bom que vc gostou dele, ele tem me salvado nesses dias de calor amazonico….Leve mas ao mesmo tempo marcante onde a Tuberosa que é uma flor tão “powerfull” consegue ficar ali discretamente sem incomodar e dando um toque especial a esse perfume!
    Se precisar de mais uma amostra, um decant, me avise!

    Um bjo cheio de saudades

    Paty Carvalho

    • Paty!!! Que saudade de vc! Ele é bom demais, depois acabei comparando em alguns pontos com o Kelly Caleche, que em mim infelizmente não fixa nada. É uma tuberosa ‘lady’, refinada, discreta. Como pode né?
      Bjos, quero ver vc!!!!

  3. Bom dia!!!!!! esse perfume é meu xodó! qdo comprei peguei uma promo, comprei ele e o La Roue de La Fortune, que por acaso estou usando agora, e paguei 90 reais mais ou menos… QUE ARREPENDIMENTO!!!!!!!!!!! Deveria ter comprado uns 10 do La Lune… qdo eu uso esse perfume eu me sinto amada, querida, me sinto a mulher mais bonita desse mundo. Sabe aquele dia que vc está se sentindo um caco!? É ele quem consegue me reestruturar… me sinto feliz usando essa belezura!!!! Ele está na metade e já estou chorando pq NUNCA mais achei pra comprar esse bendito… Não entendo assim como vcs de notas de saída e td mais… mas outro perfume que me deixou assim (abobada é a palavra) foi aquele da Coleção de Grasse da L’Occitane, de Jasmim e Bergamota (confere produção?) acho que é isso msm.. eu sei que tem jasmim no meio… mas, infelizmente, ele não dura nem meia hora na minha pele… 😦 Mas vou tentando achar algum na msm linha cheiristica!

    Parabéns pelo blog… delicioso!!!!!

    • Obrigada pelo elogio, Taísa! De fato, tá difícil achar o Lune até no Ebay… Sei sim o que é isso, esses dias em que nada dá certo só um bom perfume pra deixar a gente ‘no eixo’ de novo! Aromas queridos tem um poder muito forte sobre nosso humor!
      Ainda não conheci a coleção nova da L’Occitane, estou curiosa! Bjos! Se eu souber de algum desapego do Lune te aviso por email tá? Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s