Eaudemoiselle, Givenchy

E esse calor, gente? Terrível… Escolher o perfume se torna tarefa árdua para fãs de ‘bombas’ como eu. Outro dia me enchi de coragem e foi trabalhar as 8 da manhã com 2 borrifadinhas minimas do Ambre Sultan (Serge Lutens) e tenho certeza que matei 5 no ônibus…

Hoje resolvi usar o delicado-em-termos Eaudemoiselle (assim, tudojuntomesmo)! Criado em 2010 por Francois Demachy para a Givenchy, ele é um oásis para dias quentes!

Embora admire muito o perfume, tem duas coisas nele que não me convencem ou eu que não entendi mesmo… os ‘camafeus’ ou porta-retratos da embalagem (achei esquisito), e a propaganda com a modelo usando um modelo pra lá de vampiresco em pleno sol. Não ornou. Fazer a ‘gótchyca’ no parque, com solzinho na cara não rola…

Venenos a parte, voltamos ao perfume… Eaudemoiselle é peculiar, diferente, com cheiro de algo até então inédito para mim. Abre com notas cítricas e com toque herbal desconhecido, meio aquático, meio terroso, meio fresco, meio picante, meio de alga… intrigante!

Esse tal aroma herbal vem da planta chamada shiso, manjericão-japonês ou perilla (nome comum para uma erva da família das mentas, Lamiaceae. Embora conhecido por várias culturas por nomes diferentes, as variedades diferentes são agora classificadas sob as espécies únicas denominadas Perilla frutescens. É uma parte importante da dieta japonesa em suas formas verde e arroxeadaO aroma e pungência do tipo shiso pode ser comparado com o de menta ou funcho*).

Pronto! Achei um comparativo: sabe aquele cheiro ao mesmo tempo fresco e quente da erva-doce fresca? Aquele coisa entre o doce e o ardido que faz você pensar por um breve momento se aquilo é ‘de comer’ mesmo? É isso!

O cheiro de tal erva acompanha toda a evolução de Eaudemoiselle, que não é assim tão vistosa. Aos poucos surgem notas florais que dão uma breve ‘adocicada’ no perfume e o torna mais feminino e elegante. As notas de fundo demoram muito a aparecer e  senti ‘momentos’ de almíscar limpo e assabonetado e o toque amadeirado, quente e suavemente metálico do ambrette (abelmosco).

Eaudemoiselle é bom para o calor, desde que usado com moderação. Tem cheiro de limpeza, mas acredito que se nos excedermos nas borrifadas ele ficará sufocante.

Notas de saída: limão amalfi, tangerina, shiso.

Notas de coração: tintura de rosas, ylang-ylang.

Notas de fundo: almíscar, fava-tonka, ambrette.

Acho que a Givenchy soube ousar no Eaudemoiselle! Inovou com uma pitada de estranheza, fez um perfume de proposta jovem sem cair no ‘mais do mesmo’ de tantas outras marcas.

Não conheci os flankers, mas morro de curiosidade neste aqui: http://www.fragrantica.com/perfume/Givenchy/Eaudemoiselle-de-Givenchy-Ambre-Velours-18920.html

*Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Perilla

Anúncios

6 comentários sobre “Eaudemoiselle, Givenchy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s