Iris (Iris germanica)

no HD illustration available(4)

Na mitologia grega, Íris era a filha de Taumante e de Electra, casada com Éolo. Suas irmãs eram as Harpias Aelo e Ocípite. Íris era a personificação do arco-íris e mensageira dos deuses. Diz-se que utilizava o arco-íris para viajar do Olimpo para a Terra, e ao pisar no solo, belas flores teriam nascido. É frequentemente mencionada na Ilíada, mas jamais na Odisseia, onde Hermes toma seu lugar.

Íris é representada como uma virgem com asas de ouro, que se move com a leveza do vento de um lado para outro do mundo, nas profundezas dos oceanos e no mundo subterrâneo (Hades).

Existe uma versão mitológica que coloca Eros como seu filho, e não de Afrodite. No Tarô, é representada pela Temperança.

Na mitologia egípcia aflor era associada ao deus Osíris e a Horus. Uma íris, gravada na frente das estátuas de esfinges egípcias, representa Horus.

A íris é uma planta perene da família Iridaceae. Seus habitats são variados, que vão desde regiões frias para as encostas gramadas, nas pradarias e rios da Europa, do Oriente Médio e norte da África, na Ásia e na América do Norte. Apesar do fato de que existem centenas de espécies as mais populares são Iris pallida, Iris germanica – com flores roxas -Iris florentina – com flores brancas. São usadas na medicina tradicional, perfumaria e aromaterapia. São vulgarmente, designadas como lírios, embora tal termo se aplique com mais propriedade a outro tipo de flor.

A Iris germanica é uma das espécies do gênero Iris que mais contribuiu para a formação dos populares híbridos atuais. Suas folhas são longas e laminares, como espadas, e medem cerca de 60 cm de comprimento. Elas são verde-azuladas e ficam dispostas em leque, partindo dos espessos rizomas (como diria  minha vó: a ‘batata’ da planta). Estes rizomas são conhecidos por sua fragrância, quando secos e moídos, o que os torna muito utilizados em perfumaria.

As inflorescências surgem na primavera e verão e são compostas por cerca de duas flores. As flores são típicas do gênero Iris, com três sépalas caídas e três pétalas eretas. Cada sépala apresenta um tufo de pelos em sua linha média, na parte superior – a barba da íris. Esta barba é geralmente branca com amarelo. As flores são originalmente azuis ou brancas, mas atualmente há centenas de híbridos e variedades das mais diversas cores e combinações em degrade. Ocorrem ainda variedades com folhas variegadas de branco.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. A íris é originária de clima temperado, mas pode ser cultivada em uma ampla variedade climática, florescendo com maior abundância em regiões de temperaturas mais amenas e frias no inverno. Fertilizações anuais na primavera também estimulam a floração da planta. Multiplica-se através da divisão dos rizomas ou touceiras. Ao plantar, deve-se evitar enterrar demasiadamente os rizomas, pois ficam suscetíveis às doenças e produzem menor quantidade de flores.

Nome Científico: Iris germanica
Nomes Populares: Íris, Flor-de-lis, Íris-barbado
Família: Iridaceae
Categoria: Bulbosas, Flores Perenes
Clima: Continental, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Europa
Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Método de Extração:

Demorado e complexo para um pequeno rendimento, o processo explica o alto custo do concreto de íris (mais de 3.551.147 milhões/Kg). A purificação da essência elimina os ácidos graxos e permite a obtenção do absoluto.

Uso

O absoluto da íris é um dos produtos mais caros da paleta do perfumista e só é usado na perfumaria de prestígio. Os rizomas, sob a forma de pó, são utilizados para perfumar talcos ou pó para o rosto. Os rizomas secos podem ser colocados dentro dos guarda-roupas para perfumar seu interior.

 

 

Fontes:
http://www.osmoz.com.br/enciclopedia/materias-primas/iris/175/iris-iris-germanica-iris-pallida-iris-florentina

http://www.jardineiro.net/plantas/iris-iris-germanica.html

http://mitographos.blogspot.com.br/2010/06/iris.html

Anúncios

2 comentários sobre “Iris (Iris germanica)

  1. Oh céus! Que aula!!! Por isso que eu digo, tanto tu como a Damaris, a Van e os integrantes da távola são mestres no saber e arte dos perfumes. Parabéns querida, peguei meu banquinho e atentamente li tudo sobre Iris, a qual nem sabia que tinha todo esse envolvimento de mitologia e tudo o mais…..vivendo e aprendendo.

    Agora vou ver se dentre os meus perfumes, algum tem essa flor rara, afinal se está nos perfumes de prestígio, não sei se os meus estão nessa classificação, rsrs. Vou ter que pesquisar.

    Um primor de post, parabéns. Sabes se o cheiro se assemelha a lavanda?? Nada sei de Iris, fiquei curiosa para saber o cheiro dessa flor.

    Um beijo
    Malú

    • Também não sabia não dessa relação do nome com a mitologia, mas é pesquisando que se aprende né?
      Obrigada pelo elogio, Malu, leitores como vc nos animam a escrever cada vez mais e melhor!
      Olha, não tem nada da adstringência da lavanda não, é um odor mais adoçado, poeirento, coisa de pó de arroz! Um perfume cheinho de íris é o Infusion d’iris, da Prada, vc conhece?
      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s