É pavê ou pá cumê?

foodscapes carl werner photography‘Foodscapes’, de Carl Werner

É com o infame trocadilho presente em todas as ceias natalinas deste Brasil que inicio nossa terceira Mesa Redonda – que está deliciosa, de dar água na boca!

Aposto, colegas amantes da perfumaria, que algum perfume já trouxe a recordação de algo comestível! Não falo só dos gourmands – que imediatamente nos levam a um mundo de delícias – mas de perfumes no geral.
Mas o que perfume tem a ver com gastronomia/culinária? Tudo, Zequinha! Ambos invadem os sentidos, transformam olfato em paladar e vice-versa! Nos fazem viajar para lugares distantes, despertam emoções, são ‘receitas’ mágicas!
A premissa era escolher 3 perfumes e falar de suas características gastronômicas. Consegui não. Vou fazer então o contrário: escolherei 3 ‘ingredientes’ e em seguida, 3 perfumes que nos trazem nuances de tais aromas…

Vamos lá?

Chá

Imagem

Verde, vermelho, preto, branco. O chá é uma bebida preparada através da infusão de folhas da planta Camellia sinensis. Cada variedade adquire um sabor definido de acordo com o processamento utilizado, que pode incluir oxidação, fermentação, e o contato com outras ervas, especiarias e frutos:
Chá branco: folhas jovens (novos botões que cresceram) que não sofreram efeitos de oxidação;
Chá verde: a oxidação é parada pela aplicação de calor, que através de vapor, um método tradicional japonês;
Chá preto: oxidação substancial. Também chamado de chá vermelho. O chá preto produzido fora da China toma normalmente o nome da região de origem: Darjeeling, Assam, Ceilão, Nilgiri, entre outras.

3 perfumes: Eau Parfumee au The Rouge, Bvlgari; Green Tea, Elizabeth Arden; Jasmin et Cigarette, Etat Libre d’Orange.

Chocolate

Imagem

Alimento dos Deuses, o chocolate é um alimento feito com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau (Theobroma cacao). Sua origem remonta às civilizações pré-colombianas da América Central. A partir dos Descobrimentos, foi levado para a Europa, onde popularizou-se, especialmente a partir dos séculos XVII e XVIII. Contudo, em função das necessidades climáticas para o cultivo do cacau, não é possível o seu plantio na Europa e por isso as colônias americanas de clima tropical úmido continuaram a fornecer a matéria-prima. Atualmente os maiores produtores estão na África Ocidental. O chocolate tal como é consumido hoje é resultado de sucessivos aprimoramentos realizados desde o início da colonização da América. O produto era consumido pelos nativos na forma duma bebida de uso exclusivo da nobreza chamada xocoatl, geralmente temperada com baunilha e pimenta. Os europeus passaram a adoçar e a misturar especiarias para adequá-lo ao seu gosto. Com o desenvolvimento dos processos industriais e técnicas culinárias, surgiu o chocolate com leite e depois na forma de barras.

3 perfumes: Vanille Fruiteé, Molinard; Chocolovers, Aquolina; Casmir, Chopard.

Algodão-doce

Imagem

O algodão-doce é um doce formado a partir de açúcar cristalizado. É normalmente fabricado pelo processo de trefilação de açúcar em máquinas especiais, e comercializado em feiras, praças, circos, parques… Normalmente possui a cor branca ou rosa, mas pode vir em outras cores, como verde, amarelo ou azul. O doce, com aspecto visual de algodão, é espetado por um palito e envolto por um saco plástico transparente. E tem cheiro e gosto de infância!
Vamos falar de coisa boa? O algodão-doce possui baixo valor calórico em razão de conter uma baixa quantidade de açúcar; normalmente apenas uma colher-de-chá de açúcar por unidade.

3 perfumes: Pink Sugar, Aquolina; Blue Sugar, Aquolina; Angel, Thierry Mugler.

 

Mais 3 perfumes, de forma descompromissada…

Imagem

L de Lolita Lempicka; Vanilla & Miel, L’Occitane; Immortelle de Corse, L’Occitane: os 3 têm algo de sal marinho e um doce tostadinho que ‘gruda’ nos dentes e dá vontade de repetir! E o toque esfumaçado dos 3 me remete a produtos defumados. Existe creme burlée defumado? Sim, está dentro desses perfumes.

 

Veja mais posts desta deliciosa mesa-redonda nos links abaixo:

1nariz, Estante PerfumadaLe Monde Est Beau, O Templo dos PerfumesParfums et Poésie, Perfumart, Perfumes Bighouse, Pimenta Vanilla, Van Mulherzinha, Village Beauté.

 

 

 

Anúncios

21 comentários sobre “É pavê ou pá cumê?

  1. Fico tão feliz quando vocês se reunem…..é puro contentamento para nossa alma sedente por perfumes, rsrs.

    Excelente post, fotos lindas, a primeira deu vontade de entrar na foto e comer uma banana, rsrs.
    E vejo o quanto também gosto dos perfumes gastronômicos/culinários, além de também precisar de um calmante em dias de cansaço, um bom chá.

    Parabéns e que venham mais encontros perfumados assim, pois nós daqui nos deliciamos com o primor da escrita.

    Um beijo querida
    Malú

  2. Oi Diana. Adorei a lembrança do chocolate. Fiquei muito tentada a escrever o café como nota perfumada. É uma paixão pessoal. Adoro sabor+cheiro e por incrível que pareça existe um número mínimo destes perfumes de café. A maioria cai nas variações de café com chocolate que convenhamos também são apaixonantes. Creme brulée defumado foi ótima! Beijocas de Elisabeth

    • Pois é. Uma vez vi em um parque fazendo algodão-doce: um copinho de açúcar cristal na máquina e de lá saíram 5 algodões enormes! Logo imaginei que iria pouco açúcar pra cada um… obrigado pelo elogio, Cassiano!

  3. Saudade da minha máquina de algodão-doce imaginária. Já peguei uma emprestada uma vez pra num niver meu. Consegui ficar com ela um fim de semana todinho! Foi lindo! Mas a separação foi bem triste. Sério.

  4. “Consegui não” foi ótima! kkkkkkkkkkkkk. Isso porque foi a senhora que propôs. Figura!!
    Immortelle de Corse!!! Também sinto um doce/salgado nele e pra lá de enfumaçado. Irmão estranho do Le Bain. E algodão doce. Na minha infância, passava um “tio” na rua vendendo e eu sempre queria o azul, rs rs.
    Bjuss
    Li

  5. Tantos a conhecer e alguns já conhecidos e amados. Casmir entrou no meu armário recentemente, lindo chocolate pesadinho, chocolate “curado”, que perfume invernoso maravilhoso. E quando citou chá, deu Green Tea no cabeção. E, claro….dá-me um tapa por ainda não conhecer nenhum dos belos Molinards…Adorei Diana!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s