Alma de Flores, Memphis

Outro dia comprei uma série de produtos cosméticos de preços módicos e repletos de tradição, entre eles desodorante colônia e sabonete Alma de Flores, a versão tradicional verdinha!

Que deliciosa viagem no tempo, que cheiro de penteadeira das senhoras vaidosas e cheirosas que marcaram nossas vidas, sejam elas nossas avós, tias, madrinhas, mães, professoras…

Segundo o site da marca:

A Memphis surgiu em 1949, pelas mãos de Carlos Lütz, Ilse Kuhlmann, Rodolfo Gros, Geraldo Caruccio e Domingos Caruccio. A operação inicia-se com a aquisição do Creme Memphis, que envolveu a propriedade da marca, as respectivas fórmulas e um pequeno maquinário. Em dezembro do mesmo ano é comprada a Fábrica de Sabonetes Piva, situada em Santiago do Boqueirão (RS), com todo seu aparato fabril, estoque e marcas, entre elas, a Loção Alma de Flores. Em março de 1950 é realizada a primeira experiência com o Sabonete Alma de Flores, acompanhada de outros lançamentos de sabonetes e do sabão Matacura. Em agosto do mesmo ano, a empresa inicia a produção do Sabonete Super Original, apresentado nas versões Orquídea, Lavanda e Água de Colônia.
O ano de 1952 é coroado com importantes lançamentos: o Sabonete Lavanda Memphis e o Talco Alma de Flores. Também é desenvolvido o quarto perfume do Sabonete Super Original: o Cravo.

Agora sabemos que desde 1950 – isto é, há 64 anos – o Alma de Flores faz parte do toucador da mulher brasileira! A marca recentemente passou por uma ‘modernização’ ao mudar as embalagens, aumentar a linha de produtos e apresentar novas fragrâncias, mas não perdeu a carinha retrô que tanto nos encanta!

A versão tradicional da colônia, desodorante ou sabonetes é compostas de ‘finíssimas essências’ (segundo a embalagem) de rosas, jasmins e lavanda. É um floral robusto, atalcado, com cheiro de maquiagem, de quarto com cortina, de gaveta com sachê, de flores em jarra d’água! Em outro site achei tal informação, mas não sei se procede:

Saída: lavanda, bergamota, notas herbais.
Corpo: bouquet de flores, cravo, madeiras.
Fundo: nota balsâmica, musgo de carvalho.

Você, admirador de perfumes: vale a pena conhecer ao menos o sabonete da marca! Conheça os tesouros de nossa cosmética que há décadas perfumam nossas vidas!

 

 

Anúncios

16 comentários sobre “Alma de Flores, Memphis

      • Que pena!Não sei lembras pois não é do seu tempo.Existia também duas outras marcas nesta época que também tinha propagandas vinculadas ao rádio,eram famosas que assim diziam”Trio maravilhoso Regina,Água Sabonete e Talco”e o outro era o “Caschemir Bouquet”.Lembro até das músicas da propaganda pois era criança e década de 50 se escutava o rádio de manhã,tarde e noite, era universal!Vale a pena conferir!Abraços!!

      • Diana,se você procurar no Google pelas propagandas tanto da Colonia Regina e do Cashmere Bouquet vai achar.No Mercado Livre tem as propagandas antigas para vender.Tem um site o “Osmoz Share Your Fragrances”que tem um Post que retrata as antigas colônias,sabonetes e pós de arroz.Vale a pena ver pois vais gostar!Beijos!

  1. Puxa vida, me emocionei Diana!!! Você inventa cada uma também, né?! Que saudade bateu da minha infância, da minha casa,da “penteadeira” de minha mãe, lustradinha com óleo de peroba, e sustentando esses vidrinhos floridos,cheirosos,inocentes, junto com os “Coty(s)” e os “Tabu(s)”…Puxa vida, que saudade! Bjos querida.

    • E foi isso mesmo que me aconteceu, Mara. Esses dias, aqui no Centro de SP resolvi entrar em uma perfumaria e ver quais desses produtos ‘antigos’ eu acharia: comprei Alma de Flores, Leite de Rosas, Leite de Colônia, sabonetes Phebo, Kolene para os cabelos… E que saudades me deu! E quando cheguei em casa, ver cada um junto com minha mãe que já passou dos 70? Foi delicioso! Bjos!

  2. Sou a louca do Alma de flores desde os 7 anos de idade. Faz um tempinho, hehe.Desde o tempo que o sabonete original era azul! Sempre amei esse aroma. Não consigo ver nada de brega ou de perfume de velho, como sempre ouvi todo mundo falar. Ou se for, tenho alma de velhinha francesa pra algumas coisas mesmo!!
    O que mais gosto é o verde, original. Depois o roxinho de baunilha, o branco de champagne e o cor-de-rosa. Recentemente adquiri os dois últimos da linha, o Sweet dreams, acho que é isso…e mais um outro que não lembro o nome de cabeça. Enfim, embalagens lindas, uma azul e outra rosa. Estou usando o rosa e de cara percebi que é bem intenso, cheira a incenso de rosas daqueles bem fortes, e que eu amo, especificamente os incensos: Popular e Safal. É aquele cheiro…
    Quanto à colônia também tenho mas eu acho que ela não faz jus à qualidade Menphis, acho-a fraca.
    Eu amo Menphis e minhas mais novas maniazinhas são o sabonete de Lavanda e o talco, também de lavanda. Cheiram lavanda inglesa, sabe? Aquela pura, bruta, oitentista. Um luxo!
    Já o sabonete Senador é meu amor, meu querido. Já bolei e estou em vista de executar uma sachês de sabonete Senador pra perfumar ” de um tudo”. Me aguarde!
    Bjus
    Li

    • Vou comprar esse Lavanda da Menphis, acho que vou gostar, apaixonada que sou por lavanda. Dos 2 novos da marca usei o Sky Dreams e gostei muito. O outro chama Love & Sweet, acho… E as embalagens? Como não se derretar pelas embalagens da marca? Sigo na busca pelo sabonete liquido e pelo hidratante. Virei o centro da cidade de ponta cabeça, fui da Ikesaki aos Armarinhos Fernando e nada… Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s