Midnight in Paris, Van Cleef & Arpels

Confesso que já comprei muito perfume por causa do frasco. E olha que luto bravamente para que tais ‘armadilhas’ não mais me peguem. Mas nem sempre adianta…

Midnight in Paris foi sim comprado pelo frasco. Como resistir a esse estrelado anoitecer? E ainda bem, é um excelente perfume! Segundo o site da marca foi inspirado diretamente em um relógio epônimo* da marca, o Midnight in Paris e incorpora toda poesia de uma noite estrelada vista do coração da “cidade luz”.

MIP (vamos chamar assim?) é perfeitamente compartilhável, elegante, confortável, nada invasivo, casa bem com temperaturas mais amenas. Inicia com um belíssimo acorde herbal/couro que dá uma sensação emborrachada deliciosa! Imagine uma mão enluvada esmagando ramos de lavanda e manjericão!

Logo aparecem notas de chá morno, eu chutei logo no Earl Grey. E não errei tanto não, afinal, tal chá é aromatizado com bergamota e em suas notas constam o chá mate, o chá verde, bergamota e limão amalfi. Aos poucos aparecem as notas adocicadas e balsâmicas: tem amêndoas (pra mim, leite de amêndoas), fava tonka, benzoim, incenso, âmbar!

Encontrei nele algo do Hypnotic Poison, porém mais suave, mais pro aconchegante do que pro arrasa-quarteirão!

Em certo momento eu pensei ter achado no MIP íris polvilhada de Nescau, algo polvoroso e achocolatado, mas ainda assim distante do gourmand. Coisas da tonka, o tempo todo presente no MIP!

E agora me veio na cabeça tâmaras secas! De doçura exótica e farinhentas! Se MIP tivesse um sabor, acho que seria de tâmaras…

Enfim, um grande perfume!

Criado por Domitille Bertier e Olivier Polge, foi lançado em 2010.

Notas de saída: chá mate, alecrim, limão amalfi, bergamota, couro.

Notas de coração: styrax, chá, lírio-do-vale.

Notas de fundo: fava-tonka, benzoim, incenso, amêndoas, âmbar.

* Epônimo: é o nome de uma personalidade histórica ou lendária que dá ou empresta seu nome a alguma coisa, um lugar, época, tribo, dinastia, etc.

Anúncios

7 comentários sobre “Midnight in Paris, Van Cleef & Arpels

  1. Realmente muito bonito o frasco né? uma coisa meio CDZ né Diana (oh “nóis” de novo rs)
    Van Cleef & Arpels são otimos com os frascos (aquele oriens mesmo é lindo! o cheiro maravilhoso e caro feito a peste! rs)

    esse MIP já coloquei inúmeras vezes no carinho (a sephora ta com um desconto bom nele) de compra mas dai lembro da enxorada de comentários “criticando” a fixação e projeção dai desanimo e coloco ele na lista de espera … ¬¬

    Mas agora o que vc falou de “algo do Hypnotic Poison, porém mais suave” me colocou em contradição … SOSSORO!! rs

    vc acha ele mais intimista e até tímido como um olhar apaixonado ao luar, ou algo mais “festivo” pra se usar realmente ao ar livre sob um céu estrelado ?

  2. E lá vamos nós com os CDZ!!! Então, a projeção dele não é grande não. A fixação, bom, agora são 16h e ainda sinto na pele (passei as 9h), mas beeem suave. Vejo sim como um perfume mais pessoal, mais intimista, nada de perfume pra balada. Mas acho que é meio termo, na verdade… que confuso, credo!
    O MU usaria!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s