Accord 119, Caron

Resultado de imagem para Accord 119 caron

 

Quem tem amigo tem tudo. Antes de começar a divagar sobre o maravilhoso Accord 119, agradeço as queridas Andréa Faria – por ofertar uma fração do perfume – e a Elen Costa, que fez a gentileza de trazê-lo até minhas mãos. E não foi só esse, foram tantas amostras preciosas que me deixaram tão feliz! Obrigada!

Começo dizendo que ele é da Caron, tradicionalíssima e maravilhosa casa de perfumes francesa fundada em 1904 por Ernest Daltroff. Com certeza é coisa boa! E a cor? Ambarina, acobreada, mel! Aí li que o Accord 119 estava na concentração ‘parfum’…

Já estava encantada antes mesmo de cheirar. Abri o frasquinho e dei uma borrifadinha mínima na pele, daquelas que a gente aperta a válvula devagarzinho para não sair muito perfume. E foi o suficiente para invadir o ambiente e inebriar meus sentidos! Mas só no terceiro uso consegui escrever sobre minhas impressões.

O perfume é brevemente espesso mas não chega a ser oleoso. Em um primeiro momento achei que tinha um toque ‘acetonado’ e medicinal. E aí o perfume cresce e explode!Resultado de imagem para Accord 119 caron

Sinto flores com aspecto levemente retrô, folhas frescas e de odor pungente, frutos doce e frutos picantes. Tem uma doçura toda macia, quase melíflua. Essa doçura, em minha modesta opinião vem do heliotrópio e do belíssimo uso da baunilha que me fez pensar nos antigos clássicos da Guerlain. E, de certa forma, das frutas! Pêssegos, nectarinas e bagas silvestres que mancham as mãos.

Tem almíscar ‘em camadas’: no começo é macio e confortável, logo mostra uma ‘impureza’ toda sensual e provocativa. E aí você fica buscando de onde vem esse aspecto floral viciante e amanteigado, esperando que ele tome mais volume. E não toma. Ele está tão entrosando com as demais notas, não tem o menor interesse em ganhar destaque… mas eu achei que era rosa e jasmim.

E em meio a tanta opulência existe um certo ‘frescor-crocante-canforado’. Patchouli?

No final, em meio ao que comumente chamados de ‘ambarino’, existe um quê animálico que me fez pensar naquelas saudosas bombas de décadas passadas, como o Joop! Femme e o Animale.

Enfim, Accord 119 é um perfum e riquíssimo, belíssimo e achei dificílimo falar sobre ele. Trouxe muitas sensações e me fez lembrar de nuances de tantos outros perfumes: Shalimar, First, Joop! Femme, Animale, Molinard Musk.

Accord 119 nasceu em 2011 e foi criado pelo perfumista Richard Fraysse, que já criou muitíssimos perfumes para a Caron.

Notas olfativas: cassis ou groselha, amora, jasmim, heliotrópio, patchouli, baunilha, almíscar, âmbar, pimenta preta e folha de cassis.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s